Suárez não vê rivalidade Barça x Real em jogo contra CR7: 'Totalmente diferente'

tacante garantiu que a rivalidade entre os times espanhóis não vai afetar o jogo.

- Foto: Dylan Martinez/Reuters

O Uruguai de Óscar Tabárez tem feito um bom trabalho nesta Copa do Mundo. Junto com Croácia e Bélgica é a única seleção com 100% de aproveitamento na fase de grupos. Mas a primeira colocação no Grupo A faz com que a seleção uruguaia enfrente o país do melhor jogador do mundo: Cristiano Ronaldo.

Enquanto o gajo atua pelo Real Madrid, um dos astros do maior rival é Luis Suárez. Mas segundo o próprio centroavante uruguaio do Barcelona, essa rivalidade fica apenas na Espanha, até porque essa vai ser a primeira vez que os dois países se enfrentarão em uma Copa do Mundo, a terceira na história.

- É totalmente diferente. Claro que a rivalidade que temos com Cristiano lá (na Espanha) é diferente. Sempre tratamos de competir cada um com sua equipe e tentando fazer o melhor. É uma Copa do Mundo e o sentimento vai para cada um que veste a camisa de sua seleção. É especial. Vai ser um grande jogo e todo mundo vai querer fazer o melhor para que sua equipe continue avançando.

Sem pensar e nem se incomodar com quem viria pela frente, o Uruguai venceu todos os jogos que disputou e mostrou um bom futebol na última partida da fase de grupos, contra os anfitriões russos. Segundo Suárez, em uma Copa do Mundo, o pensamento tem que ser sempre na vitória se a seleção quiser ser campeã.

- A mentalidade e o objetivo que tínhamos antes de jogar era que classificássemos para a fase de mata-mata e fazer a maior quantidade de pontos possível. E havia alguma especulação, mas não podemos ter qualquer pensamento sobre isso. Se você quer ganhar a Copa do Mundo, tem que ganhar de todos os times.

 

Outros tópicos da coletiva de Luis Suárez

Comentários sobre marcações de pênalti do VAR

Se comenta, mas não só os pênaltis. São muitas atitudes que não se repetem tanto, por tudo que há. Tem que ser mais consciente em pensar na equipe. Os pênaltis às vezes eles marcam e às vezes não. Com a câmera eles apitam alguns lances que antes não marcavam.

Falta de rivalidade histórica entre Uruguai e Portugal

Apesar de que não há muita rivalidade entre Uruguai e Portugal, acho que a história vai marcar a partida de amanhã. Isso vai ser fundamental porque no passado as histórias não existiam e elas passaram a ser escolhidas depois. Temos que viver o presente e vamos tentar fazer uma linda partida. Vamos enfrentá-los da melhor maneira possível, como temos feito em todos os jogos do mundial.

Rixa com Cavani?

Antes de tudo, nós nos conhecemos há muitos anos. Passamos mais de 10 anos, na seleção juntos. Tivemos a possibilidade de jogar o mundial sub-20. A rivalidade que existe é de lutar pela camisa do Uruguai. É isso que priorizamos. E tratar de nos ajudar uns aos outros é a melhor forma de fazer a equipe avançar. Não há outro objetivo de ordem pessoal a não ser que o Uruguai continue avançando.

Claro que temos que estar acostumados a todos os tipos de temperatura. E é verdade que é capaz de ter muita umidade e muito calor amanhã e isso pode fazer com que a gente fique mais cansado. Também devemos sentir o calor com a boca seca... Mas para isso temos que fazer toda a preparação prévia, nos hidratarmos, em que momento podemos dar o máximo. Temos que esperar o dia de amanhã porque talvez faça menos calor que hoje, por causa da possibilidade de chuva. Temos que jogar a partida com a temperatura que tiver.

Sentimento em relação ao primeiro jogo

Me sinto muito melhor do que a primeira partida. Eu sempre me dedico ao máximo e sou muito autocrítico. Depois da partida contra o Egito eu fiquei pensando no jogo e tive o apoio dos jogadores e também do treinador. Eles não precisam de motivações a mais. Jogar uma partida como a próxima é muito motivamente. Portugal é o atual campeão europeu e eu não acho que tenha motivação maior do que essa. A única motivação maior do que essa é tentar vencê-los. Eu sinto essa motivação e estarei preparado para a partida. Posso te dizer que ninguém estará acomodado e vocês verão na partida amanhã.

Grande ataque contra grande defesa

Pepe jogou cerca de 10 anos no Real Madrid. Ele é um grande zagueiro, um dos melhores. Mas não vamos jogar só contra Pepe ou Fonte, mas sim 11 contra 11. Todos os jogadores contam. Se você for ver a qualidade dos atletas do lado de lá, é um pouco surpreendente. Mas nós estamos muito motivados. Determinados jogadores podem fazer uma diferença pequena, mas o que conta é o jogo coletivo e vamos dar o máximo para vencer amanhã.