Com substituição de relé em bomba de super poço abastecimento de água começa a se normalizar

As constantes oscilações de energia elétrica resultaram na queima do relé de proteção da bomba, peça que estabiliza a corrente elétrica.

- Foto: Vanderi Tomé/Região News

Depois de oito horas de interrupção no fornecimento de água, por volta das 17 horas, gradativamente está se normalizando o abastecimento em Sidrolândia, interrompido desde as 8 horas da manhã. Ao contrário da informação inicial, o problema não se originou da queima da bomba do super-poço da Rua Espirito Santo, que tem uma vazão média de 350 mil litros por hora, o equivalente a mais de 40% da vazão que abastece a cidade.

As constantes oscilações de energia elétrica resultaram na queima do relé de proteção da bomba, peça que estabiliza a corrente elétrica. Se fato o problema tivesse sido na bomba, que está a 300 metros de profundidade, o desabastecimento poderia demorar dias como ocorreu em 2014 por duas vezes.

Na terça-feira o abastecimento ficou interrompido até as 8 horas da noite. Na madrugada de ontem teria havido oscilação de energia que queimou a bomba da adutora. A fragilidade do sistema da cidade, que fica comprometido por causa de um problema como registrado o hoje (aqueima do relé de um dos poços), deve ser resolvido quando ficarem prontos os novos centros de reservação em construção nos altos da Mato Grosso e no Loteamento Nova Era, com capacidade para 2 milhões de litros.