Prefeitura vai criar núcleo urbano do Capão Seco para viabilizar rede de água

A mudança trará alguns encargos para os moradores (que passarão a pagar IPTU quando se tornarem legalmente proprietários).

Prefeitura vai criar núcleo urbano do Capão Seco para viabilizar rede de água - Foto: Assessoria

A Prefeitura de Sidrolândia deve enviar projeto de criação do núcleo urbano do distrito do Capão Seco e só assim a Sanesul terá condições de implantar o sistema de abastecimento de água para atender os 480 moradores da agrovila em formação há quatro anos numa área de 41 hectares reservada pelo Incra para abrigar equipamentos públicos (escolas, postos de saúde) e a instalação de comércio.

A mudança trará alguns encargos para os moradores (que passarão a pagar IPTU quando se tornarem legalmente proprietários) e o poder público, obrigado a oferecer, por exemplo, coleta de lixo, como já se faz no Quebra Coco.

Ontem, segunda-feira (9) o vereador Edno Ribas, que desde 2016 vem fazendo gestões junto à Sanesul para implantação da rede de água, se reuniu com o presidente da Sanesul, Luiz Rocha, acompanhado do deputado estadual Beto Pereira e do secretário de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Ivan de Oliveira. Será necessário perfurar um poço artesiano, instalar reservatório, além da rede de distribuição. O distrito, criado em 1958, não tem um núcleo urbano.

Diante do risco de invasão por acampados, assentados do Eldorado se organizaram e tomaram a área há quatro anos, justamente quando o Incra transferiu área para o município, com restrição da construção de moradia. Esta indefinição injurídica prejudicou, por exemplo, a liberação de uma emenda do deputado Dagoberto Nogueira, para perfuração de um poço artesiano na agrovila.