Novo ministro do Trabalho diz que vai atuar 'tecnicamente', e não 'politicamente'

Advogado Caio Luiz de Almeida Vieira de Mello tomou posse nesta terça-feira.

O novo ministro do Trabalho, Caio Vieira de Melo, deu entrevista no Planalto após posse - Foto: Reprodução/G1

O novo ministro do Trabalho, o advogado Caio Luiz de Almeida Vieira de Mello, afirmou nesta terça-feira (10) que vai administrar o ministério "tecnicamente", e não "politicamente".

Ele deu a declaração em entrevista no Palácio do Planalto logo após ter tomado posse no cargo.

“Eu não vim politicamente. Eu vim tecnicamente. Não estou dizendo que vou trocar [os indicados políticos]. Eu vou administrar, conduzir o ministério tecnicamente”, disse logo após tomar posse.

Ao ser questionado se isso significa que os indicados políticos serão demitidos do Ministério do Trabalho, Vieira de Mello afirmou que quem tiver capacidade técnica fica.

O ministro anterior da pasta, Helton Yomura, pediu demissão após ter sido alvo da Operação Registro Espúrio.

Deflagrada pela Polícia Federal, a operação apura irregularidades na concessão de registros sindicais pelo Ministério do Trabalho.

Sobre as supostas irregularidades nas concessões de registros, o ministro afirmou que vai "fazer um exame apurado de todas as situações”.