Duplas femininas brasileiras estreiam com vitória no Major suíço

O Brasil está representado por sete times na competição, três no feminino e quatro no masculino.

- Foto: Divulgação/FIVB

A chave principal do Major Series de Gstaad, na Suíça, etapa de cinco estrelas do Circuito Mundial de vôlei de praia 2018, começou nesta quarta-feira (11). O Brasil está representado por sete times na competição, três no feminino e quatro no masculino. E foram as mulheres que se saíram melhor na primeira rodada com 100% de aproveitamento, enquanto os homens terminaram a primeira rodada sem nenhuma vitória.

Ágatha e Duda, que optaram por não disputar a etapa anterior em Espinho, Portugal, estrearam na Suíça com vitória sobre as japonesas Murakami e Ishii por 2 sets a 1 (21/14, 1921 e 15/8). Na próxima rodada, nesta quinta-feira (12), elas enfrentam a dupla russa Kholomina/Makroguzova pela liderança no grupo C e uma vaga direta nas oitavas de final.

Pelo grupo D, Taiana e Carol Horta levaram a melhor sobre Wand/Xia, da China por 2 sets a 0 (21/12 e 21/19). A dupla, campeã do Superpraia 2018, terá pela frente a dupla da Austrália, Clancy/Artacho. Após a partida de estreia em Gstaad, Taiana avaliou o desempenho em quadra. “Nós jogamos hoje com uma pegada muito forte desde o início da partida. E acredito que esta tenha sido a diferença do jogo. Tudo funcionou taticamente para nosso time contra as chinesas. Agora vamos pensar na dupla da Austrália”, contou Taiana.

A última dupla feminina do Brasil a entrar em ação em Gstaad foi Maria Elisa e Carol Solberg. Elas, que ficaram com a prata na semana passada em Espinho, começaram a campanha na Suíça com vitória tranquila contra Schützenhöfer/Plesiutschig, da Áustria, por 2 sets a 0 (21/14 e 21/18), em partida do grupo F. Na rodada seguinte as adversárias serão Vitoria Bieneck e Isabel Schneider, da Alemanha.

No torneio masculino os resultados não foram favoráveis para o Brasil. As quatro duplas verde e amarelas na disputa em Gstaad estrearam com resultados negativos. No grupo A, Evandro/Vitor Felipe foi superado pelos americanos Budinger/Rosenthal por 2 sets a 0 (19/21 e 20/22). A dupla Alison/André, no grupo B, não conseguiu passar por Andreatta/Abbiati, da Itália. Os italianos venceram por 2 sets a 0 (21/19 e 29/27).

Pelo grupo D, Pedro Solberg e Bruno Schmidt lutaram, mas acabaram sofrendo o revés para a dupla canadense Pedlow/Schachter no tiebreak (19/21, 21/18 e 12/15). A quarta dupla brasileira na competição, Thiago/George, que está no grupo H, jogou contra os russos Stoyanovskiy e Velichko, que acabaram levando a melhor por 2 sets a 0 (21/14 e 21/18).

A etapa de Gstaad é a segunda de três etapas do nível cinco estrelas do Circuito Mundial. Desde 2017, as competições são classificadas de uma a cinco estrelas de acordo com a pontuação e a premiação que oferecem aos atletas. O torneio é composto por 32 times no masculino e o mesmo número no feminino, rendendo 40 mil dólares aos campeões e 1200 pontos no ranking.