Bombeiro libera ginásio por 15 dias para público de até 500 pessoas

A Prefeitura esperava iniciar e concluir a reforma do ginásio ainda no primeiro semestre com recursos federais.

Bombeiro libera ginásio por 15 dias para público de até 500 pessoas - Foto: Vanderi Tomé/Região News

O Corpo de Bombeiros liberou por 15 dias, com público de até 500 pessoas (30% da capacidade que é de 2.500 expectadores) o Ginásio de Esportes Olegário da Costa Machado que está interditado há 10 meses, desde setembro, por conta de problemas estruturais. Foi feita uma vistoria in loco antes da liberação temporária que permitirá, por exemplo, a realização da Copa Pindorama.

A Prefeitura fez reparos nas duas tesouras de sustentação da cobertura, apresentou um projeto de prevenção a incêndios e já implementou algumas das intervenções, como instalações de extintores, saída de emergência. Também foi apresentado laudo de um engenheiro garantindo que a estrutura do prédio não oferece risco.

Segundo o comandante do subgrupamento dos bombeiros, Major Trindade, a licença é provisória, restrito a eventos culturais e esportivos, sendo vetada por exemplo, a realização de shows.

Mês passado a Prefeitura tentou, mas acabou não conseguiu, apresentar o projeto ainda a tempo de o ginásio sediar competições dos jogos escolares. Também não foi possível a realização de um evento da Associação Sidrolandense da Pessoa com Deficiência Física, marcado inicialmente para o dia 23 e transferido para 30 de junho.

A Prefeitura esperava iniciar e concluir a reforma do ginásio ainda no primeiro semestre com recursos federais. O planejamento ficou comprometido porque até agora não houve a liberação de uma emenda parlamentar do deputado federal licenciado e atual ministro de Governo da Presidência da República, Carlos Marun, no valor de R$ 390 mil, complementada por uma contrapartida de R$ 40 mil da Prefeitura, totalizando R$ 430 mil.

Ainda falta enviar o projeto executivo para a Caixa Econômica aprovar e em seguida autorizar a licitação da reforma que incluirá vestiários, adequações de acessibilidade aos cadeirantes, nova iluminação, pintura, eliminação de infiltrações.

Em 2016, empresários custearam a primeira reforma do poliesportivo, que teve adequações na cobertura, sistema de drenagem, os banheiros foram reformados, a fachada reconstruída e aberto um estacionamento com a substituição do muro por grades. O entorno todo foi revitalizado.