Empresa é condenada a indenizar Giovanna Antonelli em R$ 20 mil

Outras atrizes também tiveram essa imagem ligada ao produto.

Giovanna Antonelli ganhou uma ação contra a empresa Kaiser Intermediações por uso indevido de seu nome - Foto: Divulgação

Giovanna Antonelli ganhou uma ação contra a empresa Kaiser Intermediações por uso indevido de seu nome e imagem em uma propaganda de remédio para emagrecer. A decisão é da 1ª Vara Cível, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio e ainda cabe recurso. A empresa foi condenada a indenizar a atriz em R$ 20 mil por danos morais, além do pagamento de indenização por danos materiais, referente ao cachê que ela receberia se realmente fechasse um contrato vinculando sua imagem ao produto.
"Eles falsificavam notícias como se ela tivesse dando entrevista a respeito desse remédio, que ela desconhece e nunca tomou. Outras atrizes também tiveram essa imagem ligada ao produto. É importante que o público dela saiba que ela nunca fez uso dele", disse a advogada da atriz, Mariana Zonenschein.
No site do produto, a empresa afirma que ele é um "poderoso detox que acelera o metabolismo, diminui o inchaço e a retenção dos líquidos do corpo, elimina as substâncias inflamatórias e faz emagrecer de forma rápida, saudável e definitiva".
No processo, os advogados da atriz afirmam quem desde o ano passado, a empresa utilizava o nome de Giovanna para divulgar o remédio em propaganda e jornais fictícios com matérias comerciais falsas, afirmando que ela teria ingerido o mesmo para perder peso após a gravidez.
Além da ação judicial, pelo fato de que o medicamento pode influenciar diretamente a saúde dos consumidores, Giovanna prestou queixa na Delegacia de Repressão a Crimes de Informática do Rio de Janeiro, que instaurou um inquérito policial para apurar a autoria do caso.
"Não se pode associar nomes de pessoas que o público confia com remédios para emagrecer", completou a advogada.
A empresa não respondeu à ação do processo e foi decretada à revelia.