'Minha filha morreu com a filha nos braços', conta avó de sobrevivente

A criança ainda está internada no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) da Santa Casa.

- Foto: Vanderi Tomé/Região News

Vítima de acidente na BR-060, a cerca de 30 km de Campo Grande, Mery Ângela Soares Brandão, de 43 anos, morreu com a filha de 4 anos nos braços. Quem deu o detalhe foi a avó da criança Aldelira Cortes, em entrevista durante o velório nesta segunda-feira (16).

“Ela conversou com a enfermeira que socorreu. Quando a enfermeira veio, ela estava abraçada com minha neta e pediu: 'cuida da minha filha", disse a avó ao G1 do Espírito Santo.

A criança ainda está internada no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) da Santa Casa. Os médicos decidiram tirar os sedativos que a mantinham em coma induzido na noite desta segunda-feira (17). Até o fim da manhã, a equipe esperava que a menina acordasse. A previsão era que hoje a paciente também seria retirada dos aparelhos que ajudam respirar.

Mãe e filha estavam em um Renault Sandero que bateu de frente com um Honda Fit na sexta-feira (dia 13). Além de Mery, o marido dela e pai da menininha, Henrique Manoel Gomes Brandão, 40, também morreu no local do acidente.

Henrique Brandão era superintendente do Banco do Espírito Santo (Banestes) na região Sul. Mery Ângela Brandão era professora da rede municipal de Vitória.