'Veio em boa hora': restituição do Imposto de Renda paga quase R$ 85 milhões em MS

O dinheiro do 2° lote residual de restituição foi pago na segunda-feira (16) e tirou muita gente do sufoco em MS

- Foto: Maicon J. Gomes/Gazeta do Povo

Em Mato Grosso do Sul 51.547 contribuintes foram contemplados no 2º lote residual de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física 2018. O pagamento total foi de R$ 84.322.136,01. Para a professora Cristiane Bonfim Alves, o dinheiro extra trouxe alívio para o momento financeiro da família: "Veio em boa hora, deu pra pagar a faculdade da filha e antecipar algumas contas, foi muito bom", conta.

Cristiane disse que normalmente recebia no terceiro lote e não contava com o dinheiro agora, mas que esse ano tomou cuidado com o prazo: "Entreguei a declaração mais cedo e recebi antes do que esperava, foi uma surpresa boa".

De fato, enviar a declaração mais cedo foi importante: este segundo lote do IR 2018 saiu para quem enviou a declaração até o dia 18 de março. Muitos contribuintes optaram por não deixar para a última hora, mas alguns entregaram mais tarde já planejando receber a restituição no final do ano. É o caso da nutricionista Anaíza Romero, de 31 anos. Ela preferiu receber a restituição em dezembro: "Uso o dinheiro para pagar as dívidas de final e início do ano, pagar boletos, fazer revisão no carro e também para pagar a anuidade do conselho profissional" explica.

Malha fina

As consultas podem ser feitas através da página da Receita na Internetou pelo aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF, diretamente nas bases de dados da Receita Federal.

Para saber se está na malha fina, os contribuintes podem acessar o "extrato" do Imposto de Renda no site da Receita Federal no chamado e-CAC (Centro Virtual de Atendimento). Para acessar o extrato do IR é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal, ou certificado digital emitido por autoridade habilitada.

Em caso de problemas, o contribuinte pode fazer a autorregularização com a entrega da declaração retificadora.