Sobe para 25 o número de mortes por influenza em Mato Grosso do Sul neste ano

Subiu para 25 o número de mortes provocadas pelo vírus influenza este ano em Mato Grosso do Sul.

As mortes, conforme boletim epidemiológico, foram registradas em oito municípios do estado: Campo Grande, 9; Coxim, 2; Chapadão do Sul, Nioaque, Aquidauana, Naviraí, Costa Rica e Três Lagoas, 1 cada.

Subiu para 25 o número de mortes provocadas pelo vírus influenza este ano em Mato Grosso do Sul. O número nesta parcial, que contabiliza dados até a primeira quinzena de julho deste ano, é quatro vezes maior que o registrado durante todo o ano passado, 6, conforme o mais recente boletim epidemiológico da secretaria estadual de saúde.

De acordo com a SES, das 17 mortes que ocorreram este ano no estado por estes tipos de vírus, 9 foram provocadas pelo “A H1N1”, 10 pelo “ A H3N2”, 2 pelo Influenza “B” e 4 pelo Influenza “A” não subtipado.

As mortes, conforme o boletim, foram registradas em dez municípios do estado: Campo Grande, 13; Coxim, Costa Rica e Naviraí 2; Alcinópolis, Chapadão do Sul, Dourados, Nioaque, Aquidauana e Três Lagoas, 1 cada.

O levantamento da secretaria destaca que neste ano já foram confirmados em Mato Grosso do Sul, 118 casos de gripe pelo vírus influenza no estado, sendo 42 pelo “A H1N1”, 51 pelo “A H3N2”, 20 pelo A não subtipado e 5 pelo B. O município com maior número de registros é Campo Grande, com 53.

Foram registrados ainda 716 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no estado.