Produtores de MS já conseguiram vender 7 milhões de toneladas de soja

O montante corresponde a 74,21% das 9,5 milhões de toneladas colhidas neste ano.

Soja colhida na safra passada em Mato Grosso do Sul: avanço nas vendas do ciclo 2016/2017 foi menor que neste ano - Foto: Marcos Ermínio

Produtores de Mato Grosso do Sul conseguiram vender, até a última segunda-feira (16), aproximadamente 7 milhões de toneladas da soja produzida na safra 2017/2018. Segundo boletim da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado), o montante corresponde a 74,21% das 9,5 milhões de toneladas colhidas neste ano.

O escoamento é favorecido pelo avanço nos preços da oleaginosa graças à valorização do dólar. O valor da saca acumula alta de 5,86% em julho. Somente entre os dias 10 e 17, houve aumento de 2,46%, com o produto cotado a R$ 75,63.

Chapadão do Sul teve valorização de 7,14% nos preços desde o começo do mês, a maior alta registrada entre os municípios produtores. Somente nos últimos seis dias, o produto foi de R$ 73,50 para 75, aumento de 2,04%.

Por outro lado, os preços da soja em Dourados e Caarapó, embora não tenham sofrido grandes variações, são os maiores de Mato Grosso do Sul. Nessas duas localidades o grão está sendo vendido por R$ 77.

Segundo a Famasul, os produtores têm conseguido aproveitar as chamadas janelas de comercialização para escoar a safra, ou seja, vendem os seus produtos nos momentos em que as cotações atingem melhores patamares.

Em relação ao mesmo período na safra passada, houve o crescimento de 11 pontos percentuais no volume vendido.