PF desarticula grupo que fraudava INSS em Maceió

A operação conta com a participação de 30 policiais, para o cumprimento de seis mandados de busca e apreensão.

- Foto: Reprodução Marcello Casal jr/Agência Brasil

Operação deflagrada hoje (24) pela Polícia Federal (PF) em Alagoas busca desarticular uma associação criminosa especializada em fraudar, com a ajuda de escritório de advocacia, o INSS. Há suspeitas de que o grupo contava com a ajuda de servidor do órgão. A operação conta com a participação de 30 policiais, para o cumprimento de seis mandados de busca e apreensão.

De acordo com a PF, foram recebidas, em 2015, denúncias de manipulação para concessão e manutenção de benefícios de auxílio-doença em uma unidade do INSS localizada na capital do estado, Maceió.

Ao longo das investigações, foram encontrados indícios de um esquema que recebia benefícios de auxílio-doença “por pessoas que se apresentavam em plena atividade laboral”.

Por meio de nota, a PF informou que a Inteligência Previdenciária calcula um prejuízo de aproximadamente R$ 500 mil, e que a desarticulação desse esquema resultará em uma economia anual superior a R$ 1,7 milhão.