Incêndio no norte da Califórnia deixa cinco mortos

As chamas obrigaram 38 mil pessoas a sair de casa e arrasou 36 mil hectares.

Entre as vítimas estão dois meninos, um de quatro e outro de cinco anos. - Foto: Bob Strong / Reuters

O incêndio no norte da Califórnia, nos Estados Unidos, permanece incontrolável e já provocou a morte de cinco pessoas, sendo duas crianças. As chamas obrigaram 38 mil pessoas a sair de casa e arrasou 36 mil hectares.

O Carr, como foi batizado, atinge o condado de Shasta. Conforme o relatório mais recente do Departamento Florestal e de Proteção Contra Incêndios da Califórnia, o incêndio, que começou no dia 23, está apenas 5% controlado. Mais de 3,3 mil bombeiros lutam contra as chamas. Ao todo, já são 517 estruturas (casas e edifícios) destruídas e 135 danificadas, de acordo com a agência do governo.

A Califórnia enfrenta ainda outros dois grandes incêndios florestais, o Ferguson, perto do Parque Nacional de Yosemite, e o Cranston, no sul do estado, que ameaça os moradores de Idyllwild.

A gravidade da situação fez com que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarasse ontem o estado de emergência, o que significa ajuda extra do governo federal para a coordenação de "todos os esforços nos trabalhos de socorro", conforme informou a Casa Branca em comunicado.