Meninos resgatados de caverna na Tailândia saem de retiro espiritual

Neste sábado um retiro espiritual de 11 dias em homenagem ao mergulhador que morreu nas complexas operações de resgate.

Onze meninos do grupo resgatado em uma caverna rezam no templo Wat Phra That Doi Tung, no distrito Mae Sai da província de Chiang Rai (Tailândia) - Foto: Reprodução

Os meninos tailandeses resgatados no mês passado em uma caverna inundada completaram neste sábado um retiro espiritual de 11 dias em homenagem ao mergulhador que morreu nas complexas operações de resgate.

Os 12 menores, com idades entre 11 e 16 anos, membros do time de futebol "Javalis Selvagens", ficaram bloqueados no dia 23 de junho e alguns deles só conseguiram deixar a caverna de Tham Luang, uma das maiores da Tailândia, em 10 de julho.

Depois de um resgate em que todos foram retirados a salvo do local e que foi considerado quase um milagre, os jovens permaneceram uma semana hospitalizados e depois foram levados para um templo budista, de onde saíram neste sábado com as cabeças raspadas mas sem a vestimenta de principiantes que usavam quando entraram no local.

O objetivo do retiro era prestar homenagem ao ex-membro da Marinha tailandesa que morreu quando posicionava os cilindros de oxigênio necessários para o resgate, além de ajudar na recuperação emocional dos jovens após o drama que comoveu o país.