Sem-terra entraram em chácara, quebraram cerca e colocaram segurança para impedir entrada de posseiro

Lideranças do MST teriam determinado que a cerca fosse quebrada, fincaram uma bandeira do movimento e colocaram seguranças no local.

Lideranças do MST teriam determinado que a cerca fosse quebrada, fincaram uma bandeira do movimento e colocaram seguranças no local. - Foto: Reprodução

Os sem-terra que ocupam desde o último dia 29 de julho a antiga esplanada da estação ferroviária de Sidrolândia proibiram um dos antigos posseiros, Nilson Miguel Osmar, de entrar na área de 10 hectares onde mantém uma chácara desde 2007 que ele herdou do pai, João Osmar, que chegou lá sete anos antes.

Segundo Nilson, que entrou na Justiça e conseguiu o mandado de reintegração de posse, lideranças do MST, identificadas como Elias, Barém e Arioaldo, teriam determinado que a cerca fosse quebrada, fincaram uma bandeira do movimento e colocaram seguranças em frente do imóvel para barrar a entrada dele e qualquer pessoa da sua família.

O posseiro fez este relato em boletim de ocorrência que registrou ainda no domingo, dia 29 de julho, quando aconteceu a invasão, reclamando do chamado esbulho possessório.