Estreia de Alisson em Anfield tem palmas a cada toque e ovação de pé na saída

Torcida demonstra carinho e confiança no maior reforço do Liverpool para a temporada

Alisson fez sua estreia em Anfield - Foto: Reprodução

Podia ser um domínio após um recuo de bola, uma defesa das mais simples. A cada toque de Alisson na bola, a torcida do Liverpool aplaudia. Parecia ter ânsia para retribuir com carinho a confiança que finalmente parece sentir no dono da meta dos Reds. Após uma temporada de oscilações de Mignolet e Karius, os fãs do clube estão tão empolgados com o maior reforço da temporada que até o gol sofrido no amistoso contra o Torino tornou-se um mero detalhe. Quando deu lugar ao alemão, no segundo tempo, Alisson foi ovacionado de pé – uma honra que nenhum outro jogador substituído teve.

Alisson foi o primeiro jogador do Liverpool a aparecer para o aquecimento e foi imediatamente aplaudido pela torcida. Ao cumprimentar os fãs que estavam atrás do gol que defenderia no primeiro tempo, mais demonstrações de carinho. Seria assim ao longo de todo o jogo. Carentes de um defensor que transmitisse segurança, os fãs batiam palmas a cada vez que o brasileiro tocava na bola, por mais banal que fosse o lance.

 

Quando Andrea Belotti, em ataque rápido, superou o camisa 13, veio o suspiro de lamento. Mas o lance, indefensável, não comprometeu nem a atuação de Alisson nem a boa impressão que a torcida teve até o momento. Ao final da primeira etapa, como o restante do grupo estava todo no campo de ataque, o brasileiro caminhou sozinho em direção à saída para o vestiário. Passou pelo alemão Karius, titular ao final da última temporada – marcado por duas falhas na final na Liga dos Campeões -, mas os dois não chegaram a se falar. O brasileiro seguiu para os bastidores, enquanto o alemão ficou em campo se aquecendo com os demais reservas.

Na volta do intervalo, Klopp trocou quase todo o time titular. Alisson foi um dos quatro jogadores mantidos. Fez duas defesas, nada espetacular. Nem precisava. A serenidade que transmitia era suficiente. Ficou claro que o gol sofrido foi deixado em segundo plano quando o técnico também decidiu substituí-lo, aos 27 minutos da segunda etapa, chamando Karius. A torcida em Anfield ficou de pé para aplaudi-lo. Quando o brasileiro retribuiu a gentileza, foi ainda mais celebrado.

 

- Desde antes, quando tinha saído boatos que eu viria para cá, os torcedores já começaram a me chamar no Twitter, Instagram, então já pude ver um pouco da grandeza deste clube e o carinho que o torcedor tem com os jogadores. Agora em campo senti mais ainda. É importante termos esse apoio. A temporada é longa, a expectatva é grande, mas temos que ter os pés no chão. Estamos trabalhando forte para chegar bem em todos pos campeonatos. É importante contar com o apoio da torcida.

Ao apito final, Alisson foi ao centro do gramado cumprimentar os novos companheiros e os adversários. Pegou uma bola e alguns cachecóis para dar ao público na arquibancada, em ação promocional promovida pelo Liverpool. Não só distribuiu os brindes como atendeu pacientemente os torcedores, tirando selfies. Um clima leve, descontraído, como num belo começo de relacionamento. A julgar pelo investimento e pelas primeiras impressões de parte a parte, tem tudo para ser um longo e duradouro casamento.