Filho de fazendeiro preso pelo Gaeco guardava cinco armas e 344 munições

Ele pagou fiança de R$ 7.500 e foi posto em liberdade.

Armas e munições - Foto: Reprodução

Foi preso em flagrante por posse irregular de arma de fogo, na manhã desta quarta-feira (9), o filho de um dos fazendeiros presos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Estadual, durante a operação ‘Grãos de Ouro’.

O homem de 31 anos armazenava na propriedade localizada, em Costa Rica, a 333 quilômetros de Campo Grande, três revólveres, duas espingardas, 344 munições nos calibres 38, 16, 20, 12 e 22, carregadores e cápsulas de munição deflagradas.

Durante cumprimento de mandado na fazenda, contra o proprietário, produtor rural de 64 anos que é investigado por sonegação fiscal na comercialização de grãos, agentes do Gaeco e os policiais militares de Costa Rica, flagraram no local um revólver Taurus calibre 38, um 38 Smith Wesson e outro 38 Rossi, além de uma carabina Rossi 38 e outra de fabricação alemã.

O filho do fazendeiro assumiu a responsabilidade sobre o armamento e alegou que algumas das armas tinha registro, embora a documentação estivesse vencida, e outras eram herança de família. Ele foi levado para a delegacia, pagou fiança de R$ 7.500 e foi posto em liberdade. O pai dele e outras duas pessoas seguem detidas por força de ordem judicial na Delegacia de Polícia Civil.