Por luta na Argentina, Ponzinibbio detona Dos Anjos: "Pare de ser frouxo e de correr"

Número 10 do ranking dos meio-médios, argentino não poupa críticas ao ex-campeão dos leves por demora para aceitar fazer a luta principal em Buenos Aires.

O lutador Santiago Ponzinibbio - Foto: Jason Silva

Santiago Ponzinibbio não aguenta mais esperar para saber quem será o seu adversário na luta principal do UFC Argentina, marcado para o dia 17 de novembro, em Buenos Aires. Com a promessa do Ultimate de que fará a luta principal do card, ele detonou Rafael dos Anjos, que até o momento não aceitou enfrentá-lo na data. Nesta quinta-feira, o brasileiro falou para a "ESPN" que pretende voltar ao octógono em novembro, mas que tem Kamaru Usman como alvo. A postura irritou ainda mais o "Gente Boa".

- Dos Anjos falou que ele estava com um problema familiar, que vai ter filho, beleza. Sou um cara respeitoso, vocês me conhecem. Não quer lutar nesta época, respeito, não falo nada. Falou também que não podia pela cirurgia (que fez na orelha), respeito. Mas agora fez matéria falando que quer lutar em novembro? Quer lutar em novembro? Que lute comigo! 17 de novembro, na América do Sul, vamos fazer a luta principal. Pare de ser frouxo e pare de correr da luta. Tem que lutar. Não estou entendendo porque ele está correndo da luta, sendo que pode botar um show grande na América do Sul, perto do país dele. Vamos fazer um evento histórico, primeira vez (do UFC na Argentina), oportunidade muito boa. Não estou entendendo o que acontece com ele. Luta boa, não consigo entender. O cara está correndo da luta e não sei o motivo - disparou, em entrevista ao Combate.com.

As críticas não ficaram restritas apenas a Rafael dos Anjos. Ponzinibbio disse que toda a divisão escolher as lutas que quer fazer, enquanto ele sempre aceitou quem o UFC oferece.

- Estou de saco cheio porque a galera ali é muito frouxa. Escolhe muita luta. Eu sempre peguei todas as lutas que o UFC me deu. Mas eu ganhei do número 8 em 82 segundos na luta principal na casa do meu oponente. Só venho lutando na casa do oponente. Antes disso, ganhei do Nordine Taleb, canadense, no Canadá. Fui para a Europa, enfrentei o Gunnar Nelson, ganhei em 80 segundos do número 8 do mundo. Me deram Mike Perry, que não era favorável para mim, cara duro, que não estava no ranking. Peguei e ganhei dele. Porra... Cadê meu top 5? Eu mereço faz tempo um top 5. São 14 lutas contando o TUF, tenho 12 vitórias, seis nocautes no primeiro round, seis vitórias consecutivas.

Caso Dos Anjos realmente não aceite fazer o confronto contra Ponzinibbio em Buenos Aires, o argentino não sabe que nome apontar como possível rival, só quer que seja alguém bem posicionado no ranking.

- O que faz sentido é enfrentar um top 5. Isso que faz sentido. Um atleta do top 5. Eu mereço essa oportunidade. Ganhei em 80s do número 8 do mundo. Mereço essa oportunidade - concluiu.