Após tombo em maio, setor de serviços cresce 6,6% em junho, diz IBGE

Foi o maior resultado mensal da série histórica iniciada em janeiro de 2011.

- Foto: Reprodução/Google

O volume de serviços prestados no Brasil avançou 6,6% em junho, na comparação com maio, segundo pesquisa de desempenho do setor divulgada nesta terça-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A alta vem após uma queda de 5% em maio – a maior já registrada pela pesquisa –, fortemente influenciada pela greve dos caminhoneiros, que durou 11 dias no final de maio.

Segundo o IBGE, trata-se do maior resultado da série histórica da pesquisa, iniciada em janeiro de 2011.

Apesar de ter conseguido mais do que se recuperar das perdas de maio, o setor encerrou o 2º trimestre com uma queda de 0,3% na comparação com o 1º trimestre do ano - a segunda queda consecutiva. Na comparação com o mesmo trimestre de 2017, também houve queda de 0,3% - a 14ª queda nesta base de comparação.

Em relação à junho de 2017, o volume de serviços avançou 0,9%. Com isso, houve redução no ritmo de queda do acumulado do ano, que passou de -1,3% em maio para -0,9% em junho. Já o acumulado nos 12 meses passou de -1,6% em maio para -1,2% em junho, mantendo a trajetória de recuperação do setor.