Indústria 4.0: Realidade aumentada é alternativa para aumentar produtividade do trabalhador

O consultor do Senai Empresa, Alonso de Almeida Simões, apresentou a palestra “Desenvolvimento em realidade virtual e aumentada”.

- Foto: Divulgação/Fiems

A realidade aumentada, recurso tecnológico que há anos faz parte do cotidiano dos alunos do Senai, também pode facilitar, e muito, o dia a dia das indústrias e aumentar a produtividade do trabalhador. Com a câmera do smartphone ou tablet, ele não precisa, por exemplo, ler diversas linhas de um manual sobre o funcionamento de uma máquina, mas receber as instruções em 3D, de forma mais atrativa e de fácil assimilação. Basta ter um aplicativo que permita ao trabalhador acessar, direto do chão de fábrica, simuladores e vídeos, pelos quais os objetos impressos podem ganhar movimento, imagem, som e interação.

Empresários, gestores e profissionais de diversos setores que buscavam entender melhor como funciona esta tecnologia e como ela pode ser aplicada à realidade de cada empresa tiveram a oportunidade de conhece a realidade virtual nesta sexta-feira (17/08), durante a Feira do Empreendedor, realizada pelo Sebrae/MS.

O consultor do Senai Empresa, Alonso de Almeida Simões, apresentou a palestra “Desenvolvimento em realidade virtual e aumentada”, e demonstrou com empresas, de todos os portes e segmentos, podem utilizar este recurso em diversas operações. “Já a alguns anos o Senai tem investido em projetos do chamado mobile learning, na identificação de plataformas e modelos formulados no Brasil e no exterior. Entre as linhas do trabalho estão pesquisas e desenvolvimento de simuladores e objetos de aprendizagem multimídia com uso da tecnologia de realidade aumentada”, explicou.

“O objetivo é associar novos equipamentos e tecnologias ao processo de ensino de forma complementar tanto a educação presencial e à distância, quanto nos processos industriais. O uso deste tipo de recurso permite aumentar a atenção do usuário e interesse pelo trabalho”, apontou Alonso Simões.