Grupo sul-coreano quer instalar usina solar fotovoltaica em Campo Grande

O presidente e representantes da KSB apresentaram a proposta ao prefeito Marquinhos Trad.

Após apresentar o projeto, os investidores aguardam um posicionamento do prefeito - Foto: Assessoria

O grupo sul-coreano, Korea System Business (KSB), pretende investir US$ 1.2 bilhões na instalação de uma Usina Solar de Energia Fotovoltaica, em Campo Grande.

Desde maio, os investidores iniciaram entendimentos com o município e apresentaram o projeto ao prefeito Marquinhos Trad, na manhã desta segunda-feira (20). Em seguida, a comitiva esteve na redação do JD1 Notícias, um dos sites que a assessoria da empresa tem lido para obter mais informações da cidade.

O consultor Marcos Afonso, explicou que a empresa atua no desenvolvimento de tecnologias que garantam eficiência energética, e um dos objetivos da indústria internacional, na capital sul-mato-grossense, é na iluminação pública, com a substituição dos modelos atuais por iluminação de LED.

O investidor e presidente da KSB, Jong-Bok Park, disse que a incidência de luz aqui em Campo Grande foi o fator decisivo na escolha para a instalação da usina. “Gostei muito da área, tem muita terra fértil que dá para aproveitar e as condições são propícias para a instalação de uma usina solar fotovotaica”, afirmou Park.

Os investidores aguardam o posicionamento do prefeito para a instalação da usina.