Pelo fim da polêmica: Fábio garante ter sofrido falta e pede respeito ao Cruzeiro

Em lance final, goleiro afirma que foi tocado por Dracena enquanto subia para afastar a bola.

- Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O último lance de Palmeiras 0 x 1 Cruzeiro causou uma disputa de versões. De um lado, os jogadores do time mandante pediam uso do árbitro de vídeo para ter chance de o gol do zagueiro Antônio Carlos ser validado. Do outro, os jogadores da Raposa queriam a marcação da falta de Edu Dracena no goleiro Fábio, o que acabou ocorrendo. Fato que rendeu muitas reclamações por parte do Palmeiras.

Personagem do jogo, não só pelo lance da falta, mas por uma atuação impecável, o goleiro Fábio pediu que a vitória do Cruzeiro por 1 a 0, na casa do adversário, não fosse desvalorizada por causa de um lance que, segundo ele, foi de infração.

"Foi falta. Não vamos criar polêmica. Não teve gol. Ele apitou antes. Vamos deixar de clubismo e analisar corretamente. Não vamos tirar o mérito do Cruzeiro, que veio aqui e fez uma grande partida." (Fábio).

Momentos antes do gol, Fábio fez uma defesa milagrosa em jogada do próprio companheiro. Egídio tentou cortar o cruzamento, mas mandou uma bola com veneno no canto. O poder de reação do goleiro do Cruzeiro foi determinante para evitar que a bola entrasse.

- Foi num momento difícil. O Egídio foi tentar tirar, mas a bola saiu errada do pé dele. Mesmo assim, consegui fazer a defesa.