Léo Santos revela tendência defensiva e pede agressividade na Arena

Zagueiro admitiu que a tendência já era essa, até pelo pouco tempo de trabalho do Jair.

- Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Se na parte defensiva o Corinthians fez uma partida invejável na última quarta-feira, contra o Flamengo em pleno Maracanã, ofensivamente o time ficou devendo pela partida de ida da semifinal da Copa do Brasil. E no desembarque do time em São Paulo após o 0 a 0, o zagueiro Léo Santos foi questionado quanto a postura cautelosa do Alvinegro e a falta de efetividade, mas admitiu que a tendência já era essa, até pelo pouco tempo de trabalho do Jair e da situação de poder decidir o confronto na Arena.

“Vejo que defensivamente fomos muito bem. O professor Jair chegou a pouco tempo, não teve muitos treinos com o nosso time e passou todas as funções, tudo que tínhamos que fazer para poder neutralizar o ataque do Flamengo. Acho que nesse ponto tivemos uma boa atuação”, disse o defensor.

Depois de um primeiro tempo em que ainda criou algumas chances, principalmente com Clayson, escalado na equipe titular no lugar de Roger, o Corinthians praticamente abdicou de jogar na etapa complementar e sequer deu um chute à meta defendida por Diego Alves. Mesmo assim, admitindo que a postura defensiva prejudicou o rendimento ofensivo do time, o jovem defensor rechaçou o empate como objetivo antes da entrada em campo e pediu agressividade na volta.

“Fomos para buscar a vitória. Um time com a grandeza do Corinthians tem que pensar sempre em vencer. A postura defensiva foi mais uma questão tática. O Jair (Ventura) conversou com a gente sobre o que seria o melhor para nós nessa partida e penso que fizemos muito bem o que foi pedido. Infelizmente não conseguimos a vitória. O Flamengo nos pressionou, mas nos comportamos muito bem na defesa”, ressaltou

“Na nossa casa a apostura vai ser diferente. Jogar com o apoio da nossa torcida é sempre bom e diferente. Quando jogamos na Arena é normal que tenhamos uma postura mais agressiva e vamos buscar isso para avançar à final da Copa do Brasil”, completou Léo Santos.

Antes de decidir contra o Rubro-Negro o finalista da Copa do Brasil, em confronto marcado para o próximo dia 26, o Corinthians ainda faz duas partidas pelo Campeonato Brasileiro, ambas dentro de sua Arena. No domingo, o adversário será o Sport, com expectativa de força máxima já que Fágner passou pelo saguão do aeroporto sem acusar nada quanto a lesão que o afastou dos últimos jogos. Já no dia 23, Jair e seus comandados medirão forças com o Internacional.