Morre o psicólogo Walter Mischel, criador do experimento do marshmallow

Mischel foi pesquisador na Universidade de Stanford e professor de psicologia na Universidade de Columbia, ambas nos EUA.

O teste do marshmallow se tornou popular na área da psicologia comportamental - Foto: Reprodução/Instagram

O psicólogo Walter Mischel, criador do experimento do marshmallow, trabalho influente que analisou o autocontrole de crianças, morreu em Nova York aos 88 anos na quarta-feira (12). 

Nascido na Áustria e criado nos Estados Unidos, o psicólogo tinha câncer no pâncreas. Mischel foi pesquisador na Universidade de Stanford e professor de psicologia na Universidade de Columbia, ambas nos EUA. 

Seu trabalho mais famoso, feito no fim dos anos 1960, consistia em colocar crianças com cerca de quatro anos numa sala com um marshmallow e duas opções: poderiam terminar o experimento na hora e comer o doce, ou aguardar a volta do pesquisador em 15 minutos e ganhar duas guloseimas. 

A ideia era testar autocontrole das crianças em uma situação de recompensa imediata contra um ganho maior futuro. 

Mais de uma década após o teste, Mischel voltou a procurar os participantes, já adolescentes, e descobriu que aqueles que conseguiram esperar mais tempo antes de comer o marshmallow tiveram desempenho acadêmico superior às outras. 

O teste do marshmallow se tornou popular na área da psicologia comportamental e já foi usado para explicar compras por impulso, para guiar a área da educação não cognitiva e até para explicar as taxa de juros e a Previdência.