Número de mortos em naufrágio de balsa na Tanzânia sobe para 170

Os trabalhos de resgate foram retomados hoje pela manhã, quando foram recuperados outros 24 corpos.

- Foto: Jackson Njehia/Reuters/Direitos reservados/Agência Brasil

O número de pessoas que morreram após o naufrágio de uma balsa no Lago Vitória, na Tanzânia, subiu para 170, segundo informações divulgadas neste sábado (22) pela imprensa local. Os trabalhos de resgate foram retomados hoje pela manhã, quando foram recuperados outros 24 corpos, de acordo com o jornal "The Citizen". 

O Mv Nyerere naufragou ontem no Lago Vitória, a apenas 50 metros do porto onde atracaria. A balsa fazia o trajeto entre as ilhas Ukerewe e Ukara transportando cerca de 400 passageiros, apesar de a capacidade máxima ser de 100 pessoas e 25 toneladas de carga. 

O número de sobreviventes é, segundo informações das autoridades, de 40 pessoas. Hoje começa o primeiro dos três dias de luto oficial declarado ontem pelo presidente da Tanzânia, John Magufuli. 

De acordo com as investigações preliminares, reveladas pelo chefe de Gabinete John Kijazi, a balsa afundou porque "estava sobrecarregada". 

Além disso, Magufuli ordenou prisão dos funcionários responsáveis pela supervisão e operação da embarcação para interrogá-los, como parte da investigação. 

O turístico Lago Vitória, rodeado por Uganda, Tanzânia e Quênia, é palco de múltiplos acidentes e a cada ano centenas de pescadores morrem em naufrágios provocados pelas fortes tempestades, segundo veículos de imprensa. 

Neste lago, a Tanzânia viveu um dos piores naufrágios do século XX, em maio de 1996, quando o MV Bukoba afundou, deixando um balanço de pelo menos 615 mortos.