Emocionado, bombeiro conta como tentou salvar criança de incêndio

Menina de 3 anos foi última a ser resgata e outras três pessoas ficaram feridas.

Bombeiros e médicos na frente da casa incendiada. - (Foto: Simão Nogueira).

O sargento do Corpo de Bombeiros Teodolo Pádua Sobrinho, em tom emocionado, contou nesta manhã que, assim que soube que havia uma criança ferida, entrou na casa incendiada no bairro Center Park sem equipamento para tentar salvá-la.

Nicole Araújo, que completou três anos justamente nesta quinta-feira (27), não resistiu aos ferimentos. Os médicos do Samu (Serviço Móvel de Urgência) tentaram reanimar a menina por quase 30 minutos.

Bastante abalado, o sargento disse que, no momento em que chegou na casa, já havia militares socorrendo as vítimas. O fogo, segundo o relato dele, começou na sala do imóvel. (Veja o vídeo abaixo).

Ele, então, entrou no quarto onde disseram que a menina estava. Porém, ao entrar, não a encontrou e precisou sair para tomar fôlego. Quando foi ao outro quarto, a menina estava caída inconsciente. Possivelmente, a menina foi de um cômodo a outro na tentativa de se proteger.

A mãe da criança, Patrícia Ximenes de Araújo, 29 anos, também estava na casa e inalou fumaça. As duas viviam na residência da dona, identificada, por enquanto, apenas como Rose, que também estava no local no momento do incêndio com a filha de 12 anos.

Elas também se feriram e a informação é que não houve gravidade. As sobreviventes foram levadas para a Santa Casa de Campo Grande. No momento, a perícia está dentro da casa para averiguar o que provocou o fogo, já controlado.