Soja bate R$ 84 e acelera venda antecipada do grão no Estado

Colheita só ocorre em fevereiro, mas produtores já negociaram 2,6 milhões de toneladas.

Clima favorável ajuda no plantio da soja no Estado, que estava em 4,5% até a sexta-feira (28), segundo informações da Aprosoja/MS - - Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado

Produtores de Mato Grosso do Sul já venderam 25,5% da safra de soja, ou 2,65 milhões de toneladas, que só serão colhidas a partir de fevereiro de 2019. A média – correspondente ao que foi comercializado até 24 de setembro, após quase 10 dias do lançamento do plantio da oleaginosa no Estado – ultrapassa o patamar alcançado no mesmo período do ano passado, quando foram vendidos 13,9% da safra.

Os dados são da corretora Granos Commodities Agrícolas e levam em conta uma produção de 10,2 milhões de toneladas, projetada para a safra 2018/2019. Em números, isso daria aproximadamente R$ 3,7 bilhões, considerando o valor médio da saca de soja a R$ 84, praticado ontem nas principais praças produtoras de MS.

Enquanto nesta safra, o equivalente a 2,65 milhões de toneladas de soja já estão comercializadas, no ciclo anterior, o índice de vendas da oleaginosa produzida no Estado alcançou 88%. Isso representa 8,19 milhões de toneladas de uma safra que somou 9,4 milhões de toneladas, conforme os números da Granos. 

Plantio

Até sexta-feira (28), a área plantada de soja acompanhada pelo Projeto Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (Siga MS) já havia alcançado 4,5% no Estado, de acordo com dados divulgados pela Associação de Produtores de Soja de MS (Aprosoja/MS) e pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Famasul). Entre as regiões acompanhadas, a sul está com o plantio mais avançado, em média, a 6,4%, enquanto a região centro está com 1,2% e a região norte, com 0,6% de média. A área plantada soma 127.541 hectares.