Popularidade de Bolsonaro garante eleição de senadora e os dois deputados estaduais mais votados

Advogada Soraya Thronicke foi eleita senadora em Mato Grosso do Sul.

Advogada Soraya Thronicke foi eleita a senadora - Foto: Marina Pacheco

Numa demonstração da popularidade que o deputado Jair Bolsonaro, candidato à Presidência da República, desfruta em Mato Grosso do Sul, o eleitorado sul-mato-grossense elegeu a advogada Soraya Thronicke, até então desconhecida, para uma das vagas para o Senado, desbancando lideranças tradicionais como o senador Waldemir Moka, que buscava a reeleição; o deputado federal Zeca do PT, além do ex-senador Delcidio do Amaral.

Na disputa por vagas na Assembleia os dois candidatos mais votados, são também “bolsonaristas”: o Capitão Contar, que na última parcial aparecia com 77.802 e o coronel David, com 45.599 votos, garantindo a eleição de até seis deputados da coligação.

Na disputa pelas duas vagas no Senado Federal, o ex-prefeito da Capital, Nelson Trad, aparece em 1º lugar, com 18,4% (420.102 votos), enquanto Soraya tem 16,2% (376.077). O senador Waldemir Moka, aparece em terceiro lugar com 15,10% (354.356 votos) e no quarto lugar, Marcelo Miglioli, ex-secretário de Infraestrutura, com 15,10% (344.395).