Entre os 'forasteiros', candidatos do PT fizeram maior votação em Sidrolândia; veja o desempenho dos partidos

Os 14 candidatos petistas votados na cidade tiveram no total 3.078 votos, incluindo os de Valdinei Pitó, que é da cidade.

João Grandão, Valdinei Pitó, Cabo Almi e Pedro Kemp foram os quatro mais votados - Fotos: Marcos Tomé/Região News/Reprodução

Numa eleição em que mais de 10 mil eleitores sidrolandenses preferiram votar em candidatos a deputado estadual com base eleitoral em outras cidades, os candidatos “forasteiros’’ do PT foram os que mais conquistaram apoio em Sidrolândia.

Os 14 candidatos petistas votados no município tiveram no total 3.078 votos, incluindo os de Valdinei Pitó, que é da cidade. Tirando os dele, os petistas de outras localidades garantiram 2.510 votos, bem à frente do segundo colocado, o MDB, cujos candidatos tiveram uma votação pífia, 1.425 votos, considerando que três deles são deputados estaduais, dois ex-deputados (Paulo Duarte e Loester Nunes).

A irrelevância desta média de 203 votos por candidato, fica mais evidente, considerando os cabos eleitorais que saíram às ruas para pedir voto para eles. O ex-prefeito Daltro Fiuza que em 2014, teve mais de 6 mil votos para deputado estadual, assegurou ao seu candidato, Márcio Fernandes, 609 votos.

Em segundo lugar entre os emedebistas, aparece o deputado Renato Câmara, para quem fizeram campanha o vereador Carlos Tadeu, o grupo político do secretário de Saúde, Nélio Paim, além do empresário Acelino Cristaldo, candidato (duas vezes) a prefeito pelo partido.

O PSDB, do ex-prefeito Enelvo Felini, campeão da votação em Sidrolândia com mais de 6 mil votos, garantiu 1.299 sufrágios. Puxou a fila dos tucanos “forasteiros”, o deputado Paulo Côrrea que garantiu 896 votos, embora setores da Prefeitura tenham feito campanha para ele que chegou a fazer uma carreata com o prefeito Marcelo Ascoli. O Democratas garantiu 608 votos, 532 para o deputado Zé Teixeira, que foi o principal aliado do prefeito na sua eleição em 2016.

Os candidatos do PDT obtiveram 757 votos, aproximadamente 53% desta votação foram direcionadas apenas para Jamilson Name, que embora tenha o apoio dos dois vereadores do partido (Waldemar Acosta e Carlos Henrique) e de um terceiro, Itamar Souza, só garantiu 400 votos. 

Um desempenho bem abaixo, por exemplo, do que o obtido dos candidatos “bolsonaristas” que surfaram na onda da popularidade do presidenciável. Eles garantiram 1.174 votos, sendo 836 apenas para o capitão Contar.

PT - 3.078 votos

1 - João Grandão – 1182

2 – Valdinei Pitó – 568

3 – Cabo Almi – 499

4 – Pedro Kemp – 458

5 – Amarildo Cruz – 172

6 – Rose do Acampamento – 47

7 – Jairton Saraiva – 37

8 – Dionédison Terena – 30

9 – Jairão do PT – 23

10 – Companheiro Corumbá – 20

11 – MS Coletivo – 15

12 – Pedro Agostinho – 10

13 – Adriano Carteiro – 9

14 – Elias Ishy – 8

 

MDB - 1.425 votos

1 – Marcio Fernandes – 609

2 – Renato Câmara – 508

3 – Dr. Loester – 261

4 – Eduardo Rocha – 21

5 – Paulo Duarte – 11

6 – Marcio Sousa – 8

7 – Dra. Antonia – 7

 

PSDB - 1.299 votos

1 – Paulo Correa – 898

2 – Felipe Orro – 165

3 – Professor Rinaldo – 82

4 – Mara Caseiro – 73

5 – Mauricio Picarelli – 38

6 – Marçal Filho – 33

7 – Delegado Wellington – 10

 

PATRIOTA - 1.297 votos

1 - Vladimir Struck – 958

2 – Lídio Lopes – 302

3 – Alvaro Soares – 37

 

PSL - 1.174 votos

1 - Capitão Contar – 836

2 – Coronel David – 247

3 – Raquel Portioli – 33

4 – Solange Lopes – 32

5 – Sargento Prates – 17

6 – Suboficial Gerson – 9

 

PDT - 757 votos

1 - Jamilson Name – 400

2 - Carlos Biffi – 145

3 – Dr. Augusto Cruz – 95

4 – Sargento Betania – 41

5 – Delegado Bispo – 22

6 – Delegada Sidnéia Tobias – 16

7 – Antonio Neri – 12

8 – Professora Madalena – 11

9 – Coronel Ezequiel – 8

10 – José Abelha – 7

 

DEM - 608 votos

1 - Zé Teixeira – 532

2 – Vinicius Siqueira – 46

3 – Barbosinha – 30

 

Brancos - 1.230 (5,20%)

Nulos - 2.116 (8,95%)

Válidos - 20.298 (85,85%)

(Nominais + legenda)