Dupla entra em lotes de assentamentos, leva materiais que a Polícia localiza em Campo Grande

Suspeitos entraram nos lotes de Francisco Osmar, no Alambari e de Paulo Diniz, no Jiboia e arrombaram as casas.

Caso foi registrado na DEPAC da Vila Piratininga em Campo Grande - Foto: Reprodução

Com ajuda das vítimas, a Polícia Militar conseguiu localizar em Campo Grande nas casas dos suspeitos, materiais de construção, botijão de gás e até um sofá que os marginais roubaram na segunda-feira. Eles entraram nos lotes de Francisco Osmar, no Assentamento Alambari e de Paulo Diniz, no Jiboia, arrombaram as casas e fizeram limpa, se servindo provavelmente de um caminhão para transportar todo o material.

Da casa de Paulo Diniz no Alambari, os marginais levaram uma máquina de lavar, um botijão de gás uma bomba d’água, um motor 220, uma porta de ferro e cinco vigotas de 5 cm. De Francisco Osmar, houve o furto de 25 ferramentas; 20 telhas, um sofá verde, um triturador e uma bomba d’água.

Os dois assentados comunicaram o duplo furto no Pelotão da Polícia Militar no Distrito de Anhandui e registraram queixa na DEPAC Piratininga em Campo Grande. Ao delegado de plantão, Lucas Soares, eles relataram ter informações sobre o paradeiro de tudo que tinha sido furtado dos seus sítios. Estaria na Rua das Olimpíadas, 1.599, na periferia de Campo Grande. 

Ao chegarem à residência os policiais encontraram no quintal grande parte do que havia sido furtado dos assentados. O dono da casa, Deberton Palmeiras Campos, confessou a autoria dos furtos e ainda entregou um comparsa, Jocimar Bonfim de Andrade e deu o endereço dele, Rua Salto Velozo, esquina com a Rua Mississipi. Jocimar tentou negar participação nos crimes, alegando ter apenas ajudado a descarregar o material roubado.