Policiais da reserva não aceitam voltar à ativa em Sidrolândia e PM só terá reforço em 2019

Atualmente o policiamento da cidade é feito por duas guarnições em viaturas e um policial de motocicleta.

8ª Companhia Independente da Polícia Militar - Foto: Marcos Tomé/Região News

A 8ª Companhia Independente da Polícia Militar, com sede em Sidrolândia, só terá reforço do efetivo em 2019 e assim mesmo, quando o Governo iniciar a convocação dos policiais aprovados no concurso que ainda está em andamento. Atualmente o policiamento da cidade é feito por duas guarnições em viaturas e um policial de motocicleta. 

No mínimo há necessidade do reforço de mais 10 policiais para dobrar o número de viaturas, uma delas apenas para atender a zona rural que concentra mais de 15 mil moradores.

Os cinco policiais da reserva residentes na cidade não aceitaram a proposta da Secretaria de Justiça e Segurança Pública, de oferecer gratificação de 30% sobre seus vencimentos e voltar a trabalhar. Eles alegaram que após se aposentar, estão se dedicando a outras atividades.

Na sexta-feira, quando esteve na cidade para participar da reinauguração da base operacional da PRF na BR-060, o secretário Antônio Carlos Videira, revelou ter autorizado o tenente coronel Erivaldo José, comandante da companhia, a convidar policiais aposentados para reforçar o efetivo da corporação, pelo menos até a nomeação dos concursados.

Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira em entrevista ao RN durante a reinauguração da base da PRF. Foto: Vanderi Tomé/Região News