Maior índice do país: 86% das cidades de MS têm plano de resíduos sólidos

Campo Grande, Costa Rica, Dourados, Jateí, Naviraí, Taquarussu e Três Lagoas contam com aterro sanitário dentro do município

Maioria dos municípios de MS contam com gestão de resíduos sólidos - Foto: Campo Grande News

Levantamento do Ministério do Meio Ambiente aponta que 86,1% dos municípios de Mato Grosso do Sul têm Plano Integrado de Resíduos Sólidos. O Estado é o primeiro colocado no ranking. O estudo traça um panorama nacional sobre gestão do lixo, destinação dos resíduos e logística reversa em estados e municípios.

Campo Grande, Costa Rica, Dourados, Jateí, Naviraí, Taquarussu e Três Lagoas contam com aterro sanitário dentro do município. Água Clara, Amambai, Bataguassu, Chapadão do Sul, Douradina, Iguatemi, Itaporã, Japorã, Laguna Carapã, Paraíso das Águas, Rio Negro, São Gabriel do Oeste e Terenos têm aterro fora do município.

Jaraguari e Ladário são os únicos que ainda contam com lixão fora do município. Alcinópolis foi o único que não declarou a informação a pasta. O restante dos municípios ainda tem lixão no município.

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, 54,8% dos municípios brasileiros apresentam Plano Integrado de Resíduos Sólidos. Entre as regiões, os percentuais mais elevados são os municípios do Sul (78,9%), Centro-Oeste (58,5%) e Sudeste (56,6%). Abaixo da média nacional, estão as Regiões Norte (54,2%) e Nordeste (36,3%).

Conforme a pasta, a presença do plano tende a ser maior em municípios com maior porte populacional, variando de 49,1% nos municípios de 5.001 a 10 mil habitantes para 83,3% nos com mais de 500 mil habitantes.