Serviço de vacinação é oferecido pela primeira vez em farmácias

A possibilidade foi garantida em resolução aprovada pela Anvisa.

- Foto: Divulgação

O serviço de vacinação passou a ser oferecido pela primeira vez em farmácias de Mato Grosso do Sul. Por enquanto, segundo o Conselho Regional de Farmácia (CRF), apenas uma unidade, que foi a primeira a aderir, inaugurou sala apropriada para o serviço. Antes restrita a clínicas e hospitais, a vacinação para várias doenças ganhou aval para ser feita em drogarias do País inteiro, em dezembro do ano passado.

A possibilidade foi garantida em resolução aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “O profissional farmacêutico ganha mais um campo de atuação e a população é beneficiada com isso, facilitando o acesso à imunização. Esperamos que mais farmácias possam se adequar, para também oferecer o serviço”, disse a presidente do CRF, Kelle Slavec.

O serviço já era regulamentado em São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e Distrito Federal, mas, com a decisão, foi estendido a todo o Brasil. A medida também faz exigências para esses estabelecimentos, que devem estar inscritos no Cadastro Nacional dos Estabelecimentos de Saúde e disponibilizar o calendário nacional de vacinação.

Em cada local, é obrigatória a designação de um responsável técnico e a contratação de profissionais habilitados para aplicar vacinas. As instalações precisam ser adequadas e seguir parâmetros estabelecidos nas normas do setor, como ambiente refrigerado para armazenar as vacinas e cuidados no transporte dos materiais, para não prejudicar a qualidade.

A medida gerou polêmica, pois muitos médicos têm se posicionado de maneira contrária à determinação, alegando principalmente que as farmácias não possuem infraestrutura nem profissionais capacitados para lidar com certos efeitos adversos.