Polícia confisca carga de cigarros avaliada em R$ 2 milhões e prende dois homens

O condutor da Saveiro ainda ofereceu dinheiro para os Policiais Militares Rodoviários na tentativa de liberar a carga.

PRF apreendeu carga de cigarros e prendeu dois homens - Foto: Reprodução

A Polícia Militar Rodoviária apreendeu uma carga de cigarros contrabandeados, avaliada em R$ 2 milhões. O flagrante aconteceu ontem, por volta das 11h20, durante policiamento na MS-468, na região conhecida como Varjão.

A princípio, a PMR parou um veículo VW/Nova Saveiro com placas de Belo Horizonte (MG) conduzido por C.R., de 32 anos, que se deslocava no sentido da rodovia MS-270 à MS-162. O homem, que seria residente na região de Maracaju, contou que voltava da área rural onde comercializava gado.

Apesar das respostas evasivas, a equipe liberou o veículo Saveiro deu continuidade ao deslocamento no intuito de encontrar algum outro veículo, supostamente ligado ao primeiro.

Na sequência, a PMR parou um trator Iveco/Stralis tracionando dois semirreboques com placas de Salvador (BA), que se deslocavam no mesmo sentido da Saveiro, conduzido por M.C., de 42 anos. Ele disse que retornava de Itahum para Maracaju. Tinha descarregado carga de adubo e voltava vazio.

O aparente estado de nervosismo do condutor levou os Policiais Militares Rodoviários (PMR) a solicitarem que o condutor abrisse o tombador (tampa) dos compartimentos onde havia carga de cigarros do Paraguai, sem documentação legal de importação.

No momento em que os PMR deslocavam com o veículo com a carga apreendida, no sentido a Estrada MS-162, foi observado o veículo Saveiro, antes abordada, se deslocava no sentido contrário. O veículo foi novamente abordado, sendo questionado ao condutor o motivo de estar ali, momento que confessou que estava realizando o papel de batedor para a carga de cigarros apreendida, propriedade de um outro homem, e que tinha como destino o Estado de Goiás.

O condutor da Saveiro ainda ofereceu dinheiro para os Policiais Militares Rodoviários na tentativa de liberar a carga, ele próprio e os veículos. Os autores foram apresentados, juntamente com os veículos e a carga, na Delegacia de Polícia Federal de Dourados.