Advogado de 73 anos é encontrado morto a tiros em fazenda

Em nota OAB/MS firmou que irá cobrar “rigorosa apuração" do crime.

José Atanásio morreu aos 73 anos - Foto: Reprodução Facebook

Foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira (25) o advogado e pecuarista José Atanásio Lemes Neto, de 73 anos, em uma propriedade rural de Bela Vista - cidade a 322 quilômetros de Campo Grande.

Segundo informações preliminares, o pecuarista foi assassinado a tiros em sua fazenda, a “Ás de Ouro”, localizada entre os municípios de Bela Vista e Jardim. Ainda não há detalhes do crime, ou sobre a motivação.

Em nota a OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul) afirmou que irá cobrar “rigorosa apuração das autoridades sobre a morte do advogado”, para saber se a execução tem ligação com a profissão.

“A OAB/MS repudia qualquer tipo de violência contra quem quer que seja, ainda mais contra um advogado. Sabemos das nossas dificuldades no exercício profissional, muitas vezes as relações são incompreendidas. O Doutor José Atanásio prestou relevantes serviços a advocacia e a sociedade sul-mato-grossense”, disse o Presidente da OAB/MS, Mansour Elias Karmouche.

José Atanásio atuou como vereador em Jardim - a 233 quilômetros de Campo Grande - e ajudou na criação da 2ª Vara da cidade. Ele também era Presidente da Confederação Brasileira de Laço Comprido e fundador da Federação dos Clubes de Laço de Mato Grosso do Sul.

Ainda conforme nota, o advogado será velado na Câmara Municipal do município e depois será levado para Campo Grande para o sepultamento.