Número total de casamentos cai 2,3% em 2017, mas entre pessoas do mesmo sexo sobe 10%, diz IBGE

Também houve aumento do número total de divórcios no ano passado.

Tatiani Oliveira e Lumara Rodrigues foram o primeiro casal homoafetivo a se casar na cidade onde vivem, em Minas Gerais — - Foto: Ricardo Carvalho/Divulgação

Enquanto o número total de número de casamentos no Brasil caiu 2,3% em 2017 sobre o ano anterior, entre pessoas do mesmo sexo houve aumento de 10%. É o que apontam as Estatísticas do Registro Civil divulgadas nesta quarta-feira (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE). Esse aumento foi puxado especialmente pela alta de 15% do número de casamentos entre mulheres, maior que o de 3,7% entre homens. Ao todo, foram registrados no ano passado 2.500 casamentos entre homens e 3.387 entre mulheres.

Além da queda do número total de casamentos, a pesquisa apontou ainda um aumento da taxa de divórcios entre 2016 e 2017, de 2,38‰ (por mil casamentos) para 2,48‰. E, se em um ano a taxa de divórcios aumentou, em dez a durabilidade média do casamento diminuiu. Foi de 17 anos em 2007 para 14 em 2017.

A pesquisa mostra ainda que, na maioria dos casos (45,8%), os casais que se divorciam têm somente filhos menores de 18 anos. Outros 28,7% não têm filhos, 16,9% têm somente filhos maiores e 7,8% têm filhos maiores e menores.

Veja abaixo outros dados da pesquisa sobre casamentos:

  • Em 2017, os cartórios pelo Brasil registraram 1.070.376 casamentos 344.526 divórcios
  • No Ceará, o número total de casamentos caiu mais de 10%. No Amapá, aumentou 11%
  • A idade média do casamento é de 30 anos para homens que se casam com pessoas do sexo oposto e de 34 do mesmo sexo
  • Para as mulheres, a média é de 28 anos em casamentos com homens e 33 nos homoafetivos

Maternidade mais tarde

O número total de nascimentos cresceu 2,6% em 2017 – recuperando parte da queda registrada no ano anterior, embora ainda seja menor que os números de 2015 e 2014.

A pesquisa mostra ainda que as mulheres tem sido mães mais tarde. Enquanto número de nascimentos caiu considerando mães de até anos, houve aumento no grupo de mulheres com mais com mais de 30.

1.903.527 crianças que nasceram em 2017 tinham mães com 29 anos ou menos - uma queda de 15% na comparação com 2007 e leve alta de 0,14% sobre 2016. Já as crianças que nasceram com mães de 30 anos ou mais em 2017 foram 1.019.249 - alta de 33% sobre 2007 e de 6,5% sobre 2016.

Veja abaixo outros dados da pesquisa sobre nascimentos:

  • Em 2017, os cartórios pelo Brasil registraram 2.867.701 nascimentos
  • A maior alta do número de nascimentos foi no Tocantins, com 9%
  • Apenas o Rio Grande do Sul teve queda do número de nascimentos em 2017
  • 99% dos nascimentos de 2017 foram em hospitais ou estabelecimentos de saúde sem internação