Psicólogo flagra rapazes atacando morador de rua com tijolada na cabeça

Vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada para a UPA a Vila Almeida.

Vítima também reclamava de dores na lombar, provavelmente, causado por chutes - Foto: Kísie Ainoã

Um morador de rua de 37 anos, identificado como Wilson de Souza Paes Neto, foi espancado e golpeado a tijoladas por dois rapazes na manhã deste sábado (3), na Rua Antônio Maria Coelho, no Centro de Campo Grande. A cena foi flagrada por um psicólogo que acionou o socorro.

Apesar das agressões, a vítima explicou aos militares que costuma dormir no hall de uma conveniência desativada e foi agredido por reclamar porque os dois homens começaram a urinar perto de seu colchão.

Os suspeitos, que estariam bebendo em um bar próximo, se irritaram com o questionamento da vítima e começaram a espancar a vítima.

Um psicólogo que se identificou como Leonardo Bastos foi quem chamou o socorro. Ele afirma ter visto os agressores jogando os tijolos contra a vítima.

“Eu vi quando acertaram um tijolo na cabeça dele, eu fiquei desesperado e chamei o Corpo de Bombeiros. Eles (agressores) me questionaram sobre telefonema e eu tive que explicar que estava ligando para o socorro. Eu fiquei impressionado por ser uma pessoa de rua e por não ter pra onde ir, ainda mais, por ver pessoas o agredindo gratuitamente”, disse.

Conforme os Bombeiros, a vítima de espancamento foi levada para UPA (Unidade Pronto Atendimento) da Vila Almeida, consciente, desorientado e com escoriações pelo corpo. A vítima reclama de dores na lombar, provavelmente, causado por chutes.