Enciumado, rapaz agride, ameaça e mantém em cárcere privado ex-namorada

Dalila, residente no Assentamento Jiboia, após escapar do cativeiro, foi a sede do pelotão da PM de Anhanduí, onde denunciou a violência doméstica.

Está preso na delegacia de Polícia Civil de Sidrolândia, Anderson de Lima Ferreira, 29 anos - Foto: Divulgação/PM

Está preso na delegacia de Polícia Civil de Sidrolândia, Anderson de Lima Ferreira, 29 anos, por porte ilegal de arma e acusado de ter mantido em cárcere privado a ex-namorada, Dalila Pereira da Silva, 22 anos. Ele tomou esta atitude, num gesto exacerbado de ciúme, após encontrar a vítima na casa de um rapaz no distrito de Anhanduí, com quem ela conversava e tomava tereré. Dalila, residente no Assentamento Jiboia, após escapar do cativeiro, foi a sede do pelotão da PM de Anhanduí, onde denunciou a violência doméstica.

Na sexta-feira à tarde (9) Dalila estava na casa de um amigo (identificado como Erick) em Anhanduí, em companhia da filha de um ano e quatro meses, quando foi surpreendida pela chegada de Anderson. Conforme relato da vítima, bastante agressivo, o ex-namorado tirou a criança do colo dela e a deixou dentro do veículo.

Anderson então passou a agredi-la a golpes de chave de fenda na cabeça, tapas no rosto e pontapés, a obrigando em seguida que entrasse no carro a puxando pelo cabelo. A jovem foi levada para o Assentamento Jiboia, onde mora o agressor.

Anderson trancou Dalila num quarto, onde foi obrigada a passar a noite e só conseguiu sair no sábado pela manhã, porque conseguiu convencer o rapaz de que precisava trabalhar. Aproveitou então para se dirigir ao pelotão da PM de Anhanduí para denunciar a situação. Os policiais se deslocaram até a casa do suspeito e o encontraram deitado. Lá a guarnição encontrou uma espingarda e lhe deram voz de prisão.

*Matéria atualizada para acréscimo de informações.