Campanha 'Papai Noel dos Correios' é lançada em MS com 7 mil pedidos

As crianças começaram a escrever as cartinhas em setembro. A maioria são alunos de escolas públicas, creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos

1.700 carinhas já foram "adotadas" em MS — - Foto: Laura Toledo / Tv Morena

Foi lançada nesta segunda-feira (19) a campanha "Papai Noel dos Correios" em Mato Grosso do Sul. Campo Grande e 25 cidades do interior do estado participam da ação solidária que visa presentear crianças que escrevem cartas para o Papai Noel.

Meninos e meninas começaram a escrever em setembro. A maioria são alunos de escolas públicas, creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos. Eles redigiram 7 mil cartas, 1.600 delas já foram "adotadas", a expectativa é que todas sejam até o início de dezembro.

Funcionamento da campanha

A adoção pelos padrinhos é feita da mesma maneira em todo o Brasil: as cartas enviadas pelas crianças são lidas e selecionadas. Em seguida, são disponibilizadas na "Casa do Papai Noel" ou em unidades da empresa. Os Correios não distribuem cartas para adoção diretamente à população, em suas residências. As cartas do "Papai Noel dos Correios" ficam disponíveis apenas nos locais indicados e no blog da empresa.

Os presentes são recebidos nos pontos de entrega divulgados pelos Correios para que, posteriormente, seja feito a distribuição. Não é permitida a entrega direta do presente e o endereço da criança não é divulgado ou informado ao padrinho.

Como surgiu

A campanha "Papai Noel dos Correios" foi criada pela iniciativa de alguns empregados, que, durante a rotina de trabalho, recebiam cartas escritas por crianças, destinadas ao Papai Noel, mas sem endereço. Sensibilizados, resolveram adotar eles mesmos as cartinhas e enviar os presentes. Com o passar do tempo, a ação foi ganhando proporção e acabou se transformando em um projeto corporativo dos Correios.