Preço anunciado do aluguel residencial sobe menos que a inflação, diz FipeZap

Valor médio subiu 2% de janeiro a outubro, contra inflação de 3,8% no mesmo período; pesquisa considera apenas os preços dos anúncios para novos contratos.

- Foto: Reprodução/G1

O preço anunciado para novos contratos de aluguel subiu menos que a inflação nos primeiros dez meses de 2018. Segundo pesquisa FipeZap divulgado nesta quinta-feira (21), a média do valor anunciado para alugar imóveis subiu 2% de janeiro a outubro, contra inflação de 3,8% no mesmo período, considerando o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Em um ano, os preços dos anúncios para alugar casas ou apartamentos subiu 1,97%. O aumento também é menor que a inflação no mesmo período, de 4,5%.

Considerando os 15 locais analisados pela pesquisa, o preço médio anunciado para novos contratos de aluguel residencial é de R$ 28,50 por metro quadrado. O valor mais alto da lista foi registrado em São Paulo, onde o preço médio para alugar uma casa ou apartamento é de R$ 36,87 por metro quadrado. Já o preço mais baixo foi verificado em Fortaleza, com R$ 15,67.

A variação medida pela pesquisa considera apenas os preços dos anúncios para novos contratos de aluguel residencial – ou seja, não levam em conta contratos já existentes de casas ou apartamentos, que são geralmente ajustados por índices como o Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M).

No acumulado do ano, o IGP-M tem alta de 9,25% até outubro e em 12 meses, de 10%.