Juiz da 3ª Vara de Sidrolândia foi promovido para atuar na Comarca de Sonora

Daniel Raymundo vai substituir o juiz Aldrin de Oliveira Russi que deixa Sonora para comandar a comarca de Batayporã.

Juiz Daniel Raymundo da Mata, substituto da 3ª Vara da Comarca de Sidrolândia - Foto: Marcos Tomé/Região News

Empossada há pouco mais de quatro meses no cargo, o juiz Daniel Raymundo da Mata, substituto da 3ª Vara da Comarca de Sidrolândia, foi transferido por promoção para atuar em Sonora como juiz titular da comarca que é de 1ª entrância. Nesta quarta-feira a transferência do magistrado foi oficializada pelos desembargadores do Órgão Especial que votaram vários concursos de remoção e promoção, por antiguidade e merecimento, resultando em movimentação na carreira. Daniel Raymundo vai substituir o juiz Aldrin de Oliveira Russi que deixa Sonora para comandar a comarca de Batayporã.

Como Sidrolândia é uma Comarca de 2ª Entrância, deve ser designado para a cidade, por meio de concurso interno, o juiz de uma Comarca de 1ª Entrância. A 3ª Vara foi ciada há sete anos, mas só foi instalada no último mês de julho, para atender uma demanda de quase 6 mil processos em tramitação com tempo de espera de até seis meses para agendamento da primeira audiência.

Além da transferência do juiz Danyel Raymundo, o juiz Anderson Royer deixa a comarca de Chapadão do Sul para atuar na 3ª Vara Cível de Três Lagoas, e o juiz Vinícius Pedrosa Santos passa da 1ª Vara de Bela Vista passará a atuar na 2ª Vara Criminal de Três Lagoas, comarca de entrância especial.

O juiz Deyvis Ecco deixará a 2ª Vara Criminal de Corumbá para atuar na 2ª Vara Cível da mesma comarca. Por remoção, o juiz César de Souza Lima permanece na comarca de Dourados, mas deixa a 3ª Vara Criminal pela 2ª Vara de Família e Sucessões.

O juiz Daniel Foletto Geller, que estava designado para Bandeirantes, foi promovido e permanece na comarca. Também foi aprovada nesta quarta-feira a efetivação de três juízes: Daniela Endrice Rizzo, da 3ª Vara Criminal de Três Lagoas; Emirene Moreira de Souza Alves, da 2ª Vara Cível de Três Lagoas, e Maurício Cleber Miglioranzi Santos, da 1ª Vara Cível de Corumbá.