Contra o Atlético-MG, Santos se despede da torcida no Brasileirão

O rendimento do camisa 10 cresceu muito sob a batuta de Cuca, que até barrou o Menino da Vila em alguns jogos.

- Foto: Divulgação/Santos

Após um Campeonato Brasileiro de muitos altos e baixos, chegou a hora do Santos se despedir de sua torcida. Neste sábado, pela 37ª rodada, o Peixe recebe o Atlético-MG na Vila Belmiro, às 19h (MS), no último jogo do clube em casa neste Brasileirão.

O campeonato do Santos foi de muitas reviravoltas. Sob o comando do técnico Jair Ventura, o Alvinegro teve um começo conturbado, e chegou a frequentar a zona de rebaixamento. Com a chegada de Cuca, porém, a situação se reverteu. O novo comandante contou com alguns reforços, como Carlos Sánchez, Derlis González e Bryan Ruiz, e engatou uma sequência de bons resultados que deixou o Peixe na porta do G-6.

Entre os maiores responsáveis pela recuperação do Santos no Brasileirão está Gabriel Barbosa. Gabigol foi às redes 16 vezes até aqui no campeonato, o que faz dele o artilheiro isolado do torneio. O rendimento do camisa 10 cresceu muito sob a batuta de Cuca, que até barrou o Menino da Vila em alguns jogos.

Mas a boa campanha não foi suficiente. Quando se aproximou de verdade da Libertadores, o Santos perdeu quatro jogos consecutivos, e chegou ao seu estágio atual: sem chances de rebaixamento, mas também sem chances de se classificar para a Libertadores.

Do outro lado do campo, por sua vez, está o Atlético-MG, que busca confirmar sua vaga na competição continental. Com 56 pontos, o Galo ocupa a sexta posição, e ainda pode ser ultrapassado por Atlético-PR (53) e Cruzeiro (52). Mas como o time celeste conquistou a Copa do Brasil, apenas o Furacão ameaça o Atlético-MG pela vaga. Os paranaenses recebem o Ceará na Arena da Baixada, no domingo, e têm vantagem de três gols de saldo sobre o Santos.