João Baird é preso pela Polícia Federal em Campo Grande

Policiais foram até a residência do empresário nesta manhã.

Agentes foram até o condomínio onde o empresário mora em Campo Grande - - Foto: Bruno Henrique / Correio do Estado

O empresário João Roberto Baird, já conhecido pela Polícia Federal por ser preso na operação Vostok, foi preso novamente na sexta fase da operação Lama Asfáltica, deflagrada nesta terça-feira (27) em Campo Grande, Jaraguari, Dourados e Paranhos. Policiais federais estiveram na residência do empresário, localizada no condomínio Monterosso, na Rua Antônio Maria Coelho, próximo ao Parque das Nações Indígenas.

Conforme apurado pela reportagem, policiais federais e servidores da Controladoria Geral da União (CGU) chegaram em uma viatura no condomínio por volta das 6h. Os agentes só saíram às 8h30, levando Baird e uma maleta com documentos. Caminhonete descaracterizada também saiu do condomínio levando mais pessoas.

Computadores de Lama 

A Computadores de Lama decorreu da análise dos materiais já apreendidos, com resultados de fiscalizações e exames periciais. As investigações também têm como objetivo apurar desvios de recursos públicos por meio do direcionamento de licitações em contratações de serviços de informática, aquisição fictícia ou ilícita de produtos, simulação de contratos para o repasse de recursos ilícitos e utilização de “laranjas” para ocultação patrimonial.

Operação Vostok

João Baird também foi um dos presos na operação Vostok. As investigações tiveram início neste ano, e tiveram como ponto de partida delação de empresários do grupo JBS. A ação envolveu 220 policiais federais que cumpriram 220 mandados de busca e apreensão, 14 de mandados de prisão temporária em Campo Grande, Aquidauana, Dourados, Maracaju, Guia Lopes da Laguna e na cidade de Trairão (PA). Os mandados foram expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).