Neymar brilha, e Brasil dispara na ponta; Espanha alcança Argentina

Messi volta a jogar, deixa o seu e empata com Lewandowski entre goleadores.

O jogador Neymar - Foto: REUTERS/Benoit Tessier

Depois de ultrapassar a França na rodada passada, o Brasil começou a impor sua já tradicional soberania na artilharia por país da Liga dos Campeões. A diferença, que era de dois gols, passou agora para quatro, mesmo os líderes sendo mais econômicos desta vez. Os brasucas deixaram sua marca cinco vezes, com Neymar, Ismaily, Taison (2) e Éder Militão. A França chegou aos 25 gols com Griezmann, Laporte e Ribery. O Top 3 conta agora com a presença da Espanha, emparelhada com a Argentina, que já foi líder. 

Todos os gols brasileiros foram decisivos na rodada. Neymar garantiu a importantíssima vitória do PSG sobre o Liverpool, por 2 a 1, em Paris. O gol de número 31 na história da competição igualou o craque a Rivaldo como maior artilheiro do país no torneio - contando fases preliminares. O Shakhtar Donetsk só venceu o Hoffenheim por 3 a 2 na Alemanha porque Taison e Ismaily colaboraram muito. Convocado por Tite para a Copa da Rússia, Taison deixou dois e deu assistência para o lateral-esquerdo inaugurar o marcador. O ex-são-paulino Éder Militão abriu caminho para os 3 a 1 do Porto sobre o Schalke 04. 

Lionel Messi voltou a atuar na Champions na vitória de 2 a 1 sobre o PSV, após período lesionado e marcou seu sexto gol em três partidas disputadas - o outro tento argentino da vez veio com Agüero. O craque do Barcelona está empatado na artilharia com Lewandowski, autor de dobradinha na goleada do Bayern de Munique sobre o Benfica (5 a 1). Aliás, a Polônia só não figura no ranking acima porque nenhum nativo, além do centroavante, conseguiu balançar a rede. 

Recém-promovida ao Top 3, a Espanha teve quatro bolas na rede: Bernat, Lucas Vázquez, Piqué e Koke. Com três gols cada, Bélgica (Mertens 2x e Fellaini), Holanda (Robben 2x e Luuk de Jong) e Croácia (Kramaric, Mandzukic e Vlasic) também deram subida interessante. 

Artilharia da Champions 2018/19 (após rodada #5): 
1. Lewandowski (Bayern de Munique) e Messi (Barcelona) - 6 gols 
3. Dzeko (Roma) - 5 gols 
4. Dybala (Juventus), Griezmann (Atlético de Madrid), Kane (Tottenham), Kramaric (Hoffenheim), Marega (Porto) e Neymar (PSG) - 4 gols 

Importante: o critério para definir o país dos jogadores é a seleção que defendem atualmente. Exemplo: Thiago Alcântara (Bayern de Munique) é filho do brasileiro Mazinho, nasceu na Itália e defende a Espanha. Portanto, se marcar na atual edição, entrará na estatística espanhola.