Griezmann, Mbappé e Varane: a França tem chance nessa Bola de Ouro?

Os três jogadores defendem a vitória de um compatriota.

Hugo Lloris ergue taça da Copa do Mundo após a França vencer a Croácia por 4 a 2, e conquistar o bicampeonato mundial - Foto: Lars Baron - FIFA/Getty Images

A França conquistou o título da Copa do Mundo de 2018 e transformou seus três jovens destaques em favoritos para as principais premiações individuais do ano. Uma delas é o prêmio Bola de Ouro, entregue nesta segunda-feira, 3, pela revista francesa France Football, o que torna ainda maiores as chances de Kylian Mbappé, do Paris Saint Germain, Raphaël Varane, do Real Madrid, e Antoine Griezmann, do Atlético de Madrid. 

O grande empecilho para que um dos três franceses conquistem o prêmio é o favoritismo do croata Luka Modric, do Real, que foi derrotado por eles na final da Copa. Modric, no entanto, conquistou o prêmio de melhor jogador do Mundial, o de melhor da Europa, da Uefa, e o The Best, da Fifa. A má fase de Modric pós-Copa traz esperança aos franceses, que mantiveram o alto nível, assim como Lionel Messi, do Barcelona, e Cristiano Ronaldo, da Juventus, que depois de dez anos dividindo as conquistas individuais, não são favoritos. 

O discurso entre os franceses é o mesmo nos últimos meses: preferem ver um compatriota vencendo. “Se um francês ganhar, ficaremos felizes. Não será nenhum problema entre nós”, disse o zagueiro Varane à France Football. “Espero que o vencedor seja francês. Será uma recompensa pela nossa aventura (na Copa)”, comentou o atacante Mbappé, em entrevista à revista inglesa FourFourTwo. “Eu quero ganhar, mas não é uma obsessão. É um problema na França buscar coisas apenas visando benefício individual”, garantiu o atacante Griezmann, em entrevista coletiva. 

O último francês a conquistar a Bola de Ouro foi Zinedine Zidane, quando atuava pela Juventus, em 1998. Segundo a Opta Sports, empresa de dados esportivos, Mbappé, Griezmann e Varane estão entre os favoritos a conquistar o troféu. Alguns jornais internacionais, inclusive, cravam que Cristiano Ronaldo e Messi ficarão de fora do Top 3, dando lugar a um dos franceses.