Max Holloway bate peso para o UFC 231 e provoca pedindo silêncio

Campeão dos penas cumpre primeira exigência para defender cinturão.

- Foto: Reprodução

A primeira batalha foi superada por Max Holloway. O campeão dos pesos-penas do Ultimate calou, literalmente, quem duvidava que ele batesse o peso para sua luta contra Brian Ortega neste sábado, no UFC 231, em Toronto, no Canadá. O havaiano passou pela pesagem oficial do evento na manhã desta sexta-feira, marcou abaixo do limite de 65,8kg de sua categoria e colocou o dedo na frente da boca, sinal universal de "silêncio".

Brian Ortega apareceu primeiro, com pouco menos de 10 minutos passados na janela de pesagem. O desafiante ao cinturão dos pesos-penas não demonstrou emoção ao marcar 65,7kg, ligeriamente abaixo do limite da categoria. Max Holloway apareceu cerca de 10 minutos depois, visivelmente abatido, mas com expressão séria e sem transparecer qualquer dificuldade maior. Ele pesou 65,5kg, cerca de 300g abaixo do necessário, bateu no peito e mandou a mídia e público presentes se calarem.

No final das contas, quem teve mais dificuldades foi o lutador chamado para servir de suplente para o caso de Holloway ou Ortega serem impedidos de lutar por problemas com o corte de peso: Renato Moicano. O lutador brasiliense foi o último a se pesar, no estouro do relógio da janela de duas horas para pesagem, e precisou tirar a cueca e subir à balança encoberto por uma toalha. Mesmo assim, marcou 66,2kg, o que seria permitido se a luta não valesse cinturão, mas que não o garante como substituto na disputa do título. Ele recebeu uma hora extra para perder o peso excedente, mas abriu mão de uma segunda tentativa. Com isso, abriu mão da possibilidade de substituir Holloway ou Ortega numa eventualidade.

Coprotagonistas da noite, Valentina Shevchenko e Joanna Jedrzejczyk passaram com tranquilidade para pesar para sua luta valendo o cinturão vago do peso-mosca (até 56,7kg). A quirguistanesa Shevchenko foi a primeira das duas a aparecer, com 11 minutos de pesagem. Sorridente, a quirguistanesa registrou 56kg sobre a balança. A polonesa Jedrzejczyk, ex-campeã no peso-palha (até 52,2kg), surgiu logo depois de Holloway, com cerca de 21 minutos passados na janela, também bem-humorada. Ela tentou se pesar de calças, mas o representante da comissão atlética a impediu. Mesmo assim, Joanna bateu 56,1kg, confortavelmente dentro do limite.

Cláudia Gadelha foi logo a quarta lutadora a subir à balança. A peso-palha registrou 52,4kg, bem pouco mais pesada que Nina Ansaroff, que marcou 52,3kg, acompanhada da noiva, a lutadora brasileira e campeã do peso-galo Amanda Nunes. Carlos Diego Ferreira, que também luta no card preliminar, bateu 70,7kg para seu confronto no peso-leve com o estreante Kyle Nelson, terceiro a se pesar, que marcou 70,5kg. Dhiego Lima foi o único brasileiro que ficou mais leve que seu adversário: o peso-meio-médio goiano bateu 77,2kg, enquanto o canadense Chad Laprise ficou no limite de tolerância para lutas que não valem cinturão na categoria, 77,6kg.

Gilbert Durinho foi o último brasileiro do card preliminar a subir à balança. Bastante abatido, quase emocionado, o lutador niteroiense marcou 70,6kg, pouco abaixo do limite de tolerância da categoria dos leves. Seu oponente, o canadense Olivier Aubin-Mercier, bateu o mesmo peso.

Lutando pela segunda vez no peso-meio-pesado, Thiago Marreta também se pesou cedo. Em 15 minutos, o carioca já havia passado pela pesagem, registrando 93,3kg. Surpreendentemente, o carioca estava mais pesado que seu adversário, Jimi Manuwa, que, apesar de estar na categoria desde que chegou ao UFC, marcou 92,9kg. Também em ação no card principal, o peso-meio-médio Alex Cowboy cravou 77,6kg e ficou mais pesado que seu oponente, o islandês Gunnar Nelson, que bateu 77,2kg.

Ainda nesta sexta-feira, o Combate e o Combate.com transmitem a pesagem cerimonial do UFC 231, com o show de encaradas, às 20h55 (horário de Brasília). No sábado, o Combate transmite o UFC 231 ao vivo, na íntegra e com exclusividade, a partir de 21h. O SporTV 3 e o Combate.com transmitem as duas primeiras lutas do card preliminar em vídeo, e o site acompanha todo o evento em Tempo Real.

Confira os valores batidos pelos lutadores na balança:

CARD PRINCIPAL
Peso-pena (até 65,8kg): Max Holloway (65,5kg) x Brian Ortega (65,7kg)
Peso-mosca (até 56,7kg): Valentina Shevchenko (56kg) x Joanna Jedrzejczyk (56,1kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg)*: Alex Cowboy (77,6kg) x Gunnar Nelson (77,2kg)
Peso-pena (até 66,2kg)*: Hakeem Dawodu (66,1kg) x Kyle Bochniak (65,8kg)
Peso-meio-pesado (até 93,4kg)*: Jimi Manuwa (92,9kg) x Thiago Marreta (93,3kg)
CARD PRELIMINAR
Peso-palha (até 52,6kg)*: Cláudia Gadelha (52,4kg) x Nina Ansaroff (52,3kg)
Peso-leve (até 70,8kg)*: Olivier Aubin-Mercier (70,6kg) x Gilbert Durinho (70,6kg)
Peso-mosca (até 57,2kg*): Katlyn Chookagian (57kg) x Jessica Eye (57,2kg)
Peso-médio (até 84,4kg)*: Elias Theodorou (83,7kg) x Eryk Anders (84,4kg)
Peso-galo (até 61,7kg)*: Brad Katona (61,5kg) x Matthew Lopez (61,5kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg)*: Chad Laprise (77,6kg) x Dhiego Lima (77,2kg)
Peso-leve (até 70,8kg)*: Carlos Diego Ferreira (70,7kg) x Kyle Nelson (70,5kg)
Peso-meio-pesado (até 93,4kg)*: Devin Clark (93kg) x Aleksandar Rakic (93,4kg)