Sem técnico, Santos atrasa planos e aumenta impasse sobre futuro de Dodô

Membros do Comitê de Gestão dizem que Peixe fez proposta pelo jogador, mas pessoas próximas a ele negam.

Dodô ainda não sabe se jogará no Santos em 2019 — - Foto: Marcelo Baltar

A indefinição pela contratação de um novo técnico tem afetado diretamente o planejamento do Santos para a temporada 2019. Enquanto não contrata um treinador, o Peixe corre sério risco de perder um de seus principais jogadores: o lateral-esquerdo Dodô.

Membros do Comitê de Gestão chegaram a dizer na última segunda-feira, em reunião na Vila Belmiro, que o clube havia feito uma proposta para a compra dos direitos. Pessoas próximas ao jogador, porém, negaram em contato com a reportagem do GloboEsporte.com.

Dodô está valorizado depois da boa temporada realizada com a camisa do Santos. O vínculo com o Peixe vai até o fim de 2018, mas o clube precisa desembolsar dois milhões de euros (R$ 8,8 milhões, na cotação atual) para comprar os direitos pertencentes à Sampdoria, da Itália.

 
 

O presidente José Carlos Peres e o executivo de futebol Renato já sinalizaram que o Santos só anunciará reforços depois da contratação do novo técnico. O motivo é simples: o futuro treinador tem de dar o aval nas possíveis chegadas de atletas. O Santos, portanto, ainda não tem novos jogadores para a próxima temporada.

O Santos é o único dos quatro grandes clubes paulistas que ainda não tem técnico para 2019. Abel Braga era o favorito, mas fechou com o Flamengo na última segunda-feira. Ariel Holan, do Independiente, virou opção.

Os gestores do Santos prometeram negociar com um treinador "top de linha", sem clube e que sofre forte concorrência no mercado. Além disso, esperam resolver o imbróglio até o fim desta semana.