Jones revela que teve vontade de abandonar o MMA após acidente com mulher grávida em 2015

Ex-campeão meio-pesado do UFC conta que foi odiado pelos fãs e que pensou em largar o esporte.

- Foto: Getty

O zagueiro Rafael Thyere viveu o melhor momento da carreira de forma individual nesta temporada com a Chapecoense. Emprestado pelo Grêmio, o paraibano esteve em 45 dos 63 jogos da equipe catarinense em 2018 e marcou dois gols. A meta para o próximo ano é retornar ao Tricolor gaúcho e lutar por um novo título da Libertadores.

Além de ter atuado bastante na Chape, Thyere tem números que chamam a atenção em alguns fundamentos. O zagueiro acertou 818 passes, teve 201 rebatidas, que são as bolas retiradas, e conseguiu obter um aproveitamento de 96% nos desarmes e de 75% nas interceptações certas.

- Sem dúvida foi uma temporada muito boa, uma temporada de bastante aprendizado e experiências diferentes. Ano em que tive oportunidade de atuar com mais frequência e ter uma sequência. Tivemos dificuldades, porém conseguimos sobressair delas todos juntos. Fico feliz em ter ajudado de alguma forma a instituição. Sem dúvida nenhuma isso me fez muito bem para um crescimento profissional e pessoal - comemorou Rafael Thyere, que também acabou eleito para a seleção do Campeonato Catarinense.

A Chapecoense não conquistou nenhum título, mas conseguiu terminar o Campeonato Brasileiro com a vaga na Copa Sul-Americana em 2019. Inclusive, já tem adversário definido: Unión La Calera, do Chile.

- Infelizmente não conseguimos título. Vinha de dois anos participando do título da Copa do Brasil e da Libertadores pelo Grêmio. A nossa maior chance de conquista era no Catarinense, fizemos um campeonato muito bom, mas infelizmente não conseguimos vencer. Depois de alguns altos e baixos no Brasileiro, acabamos premiados com esta vaga na Sul-americana, que é importantíssima para o clube. Fico feliz em ter ajudado o clube neste período e ter conquistado essa vaga.

O contrato de empréstimo de Rafael Thyere com a Chapecoense termina no fim deste mês. O zagueiro deve retornar para o Grêmio, onde tem vínculo até dezembro de 2020. O desejo dele é voltar para defender a equipe no próximo ano.

- Nos últimos cinco jogos não pude atuar na Chape. Tive uma lesão. Neste final de ano estou focado total na minha recuperação para voltar mais forte em 2019. Tenho contrato com o Grêmio e, sem dúvida nenhuma, gostaria de atuar pelo clube. É um clube que dispensa comentários. Já tive essa oportunidade e espero em Deus, que tem preparado tudo para Rafael Thyere neste restante de 2018. Foco na recuperação da lesão na coluna e confiar o que melhor irá acontecer - concluiu.