PM fecha boca de fumo no Altos da Figueira; a segunda no mesmo dia

A primeira parte estourada era numa casa abandonada na Rua Norival Lopes, no Jardim Paraíso.

Com a aproximação da viatura, dois usuários que estava na mata fugiram - Foto: Divulgação/PM

A Polícia Militar mantém a estratégia de sufocar o chamado tráfico de drogas "formiguinha" em Sidrolândia. Desta vez foi fechada um ponto de venda e consumo de drogas no Altos das Figueira. Foi a segunda boca de fumo descoberta e fechada no mesmo dia. A primeira estourada era numa casa abandonada na Rua Norival Lopes, no Jardim Paraíso.

Nesta investida no Altos da Figueira, vizinhos pediram a presença de uma viatura na Rua Rosa Franco da Silva, onde perceberam uma movimentação estranha, com a entrada e saída de muita gente que em seguida se aglomeravam na mata que fica próxima do quintal da casa, supostamente para consumir drogas.

Com a aproximação da viatura, dois usuários que estavam na mata fugiram. Na casa suspeita os policiais abordaram os moradores, o casal José Paulo Vilhalga, 28 anos e a mulher dele, Maiara Pinheiro da Silva, 23 anos.

Os policiais, enquanto abordavam José Paulo, perceberam no chão um pino de plástico cheio de cocaína. Ele admitiu que é usuário é que a porção era dele.

Numa rápida vistoria, os policiais, a partir de informação fornecida por José Paulo, localizaram escondida numa meia 28 porções de cocaína, pesando 28 gramas.

A droga, segunda Maiara que administrava a boca de fumo junto com o marido, foi dividida em porções para ser vendida aos usuários que aparecessem por lá para comprar. Ela confessou que resolveu vender droga para sobreviver, já que está desempregada.

Na avaliação da Polícia Militar, reprimir este tráfico de pequenas quantidades de drogas faz parte da estratégia para reduzir as ocorrências de roubos e furtos que normalmente são cometidos por usuários como forma de financiar o próprio vício