Policial que teve casa arrombada diz que gravou áudio com ameaças no calor da emoção e vai agir conforme a Lei

Investigador que teve casa arrombada deixa claro que esta não é a postura adotada na sua rotina de trabalho.

Investigador da Polícia Civil, Franklin Pereira em entrevista ao RN - Foto: Vanderi Tomé/Região News

O investigador Franklin Pereira, que gravou um áudio em que ameaça atirar para matar caso localize o marginal que nesta madrugada arrombou sua casa, praticou atos de vandalismo e levou R$ 800,00, deixa claro que esta não é a postura adotada na sua rotina de trabalho na Polícia.

“Foi um desabafo feito no calor do momento, quando cheguei em casa e me deparei com a porta arrombada, tudo revirado, o chão sujo de óleo, a tv quebrada. Logicamente vou continuar trabalhando dentro das normas, cumprindo a lei”, afirma.

O áudio gravado pelo policial foi divulgado por um grupo de WhatsApp o que motivou o delegado Diego Dantas a divulgar uma nota. No comunicado o agente deixa claro que só os delegados falam pela instituição e o desvio de conduta que eventualmente algum servidor incorrer, será objeto de apuração.